Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

S.Silvestre Cidade do Porto

Noite de domingo, 16 de Dezembro de 2012

Porto
 
"Pelo Mundo à procura de mim

Nada me toca
Nada me excita
Somo agora
As contas da vida

Não me comovo
afasto a dor
Às vezes sem rumo
outras vezes actor

.../...
E por isso pergunto
Que faço aqui
Se ando pelo mundo
À procura de mim
De mim..."

António Manuel Ribeiro, UHF


Às vezes parece que as palavras de outros dizem mais e/ou melhor do que nós algum dia seríamos capazes de nos traduzir. Por isso usamo-las. As palavras de outros.


A 19ª S.Silvestre Cidade do Porto, vivida pela Maria Sem Frio Nem Casa, que à força de não ter casa, tem a vantagem de se sentir verdadeiramente em casa quando pousa a sua cabeça sobre uma almofada num lugar recôndito qualquer do mundo e se sente genuinamente bem. Bem consigo mesma e bem com o mundo. Sente-se verdadeiramente "em casa" nesses momentos. E por incrível que pareça, este fim-de-semana com a S.Silvestre Cidade do Porto fê-la sentir-se plenamente "em casa" apesar dos 300 km que a separavam do lugar onde habitualmente passa os seus dias.


Sobre a S.Silvestre em si, nela...só amanhã meus caros.

3 comentários:

Jorge Branco disse...

Eu sou muito caseiro! Só me sinto realmente em casa aqui na "toca"!.

Será que a cronica da São Silvestre sai antes do Fim do Mundo?

Beijinhos

Jorge Goes disse...

uma cidadã do mundo :)
com um sorriso capaz de conquistar o Universo

desde que me sinta bem e seja feliz. A "minha" casa é onde estiver!
;)
J

amaranterunningteam.blogspot.com disse...

Desculpe mas o Norte é muito mais inspirador....e acolhedor , aqui todos se sentem em casa .