Pesquisar neste blogue

domingo, 15 de março de 2009

Corrida das Lezírias – 15 de Março de 2009

- Gosto do que tu escreves e como escreves, mas… é muito …à mulher… - disse-lhe um amigo há uns tempos atrás. Ela quis entender aquilo como um elogio e retorquiu que se calhar era precisa e simplesmente por ..ser ela mulher, pois ao escrever não pretende mais que ser ela.

E se assim não fosse, hoje, após a Corrida das Lezírias, provavelmente no ver dele, ela não diria que correu nas asas do vento, sob um sol morno que a acariciou junto com a brisa e o Tejo no olhar, sobre a terra e o pó e a erva, no dorso de um cavalo selvagem, tão livre quanto ela, cavalgando a galope, tão veloz quanto o vento, crina e cauda ondulando como o seu próprio cabelo, músculos torneados sob o pêlo suado do animal, braços dela nus em torno dele, coração forte como o dela, batendo juntos, num corpo só, ela e animal, sonhando todos os sonhos dentro de um sonho, onde o limite é o céu.

Assim é na Corrida das Lezírias. Prova organizada pela Câmara Municipal de Vila Franca de Xira com o apoio técnico da Xistarca, com distância de 15.000 metros, certificada pela CNEC, onde somos levados depois de uma breve passagem pela cidade, a atravessar o Tejo e a percorrer parte das lezírias ribatejanas, em caminhos de terra batida e vegetação, parte deles ao longo do Tejo, retornando à cidade, ao mesmo local de onde se partiu, e onde se encontra instalada a meta. Este ano com perto de 1400 atletas chegados à meta.

Com partida junto ao Pavilhão do Cevadeiro, dada em ambiente bem animado, com música e apelativo ao movimento, dada a horas, a Corrida das Lezírias proporciona também a Corridinha Infantil, para escalões jovens, e que decorre após partida da prova principal, assim como uma Caminhada aberta a todos.

Como a Xistarca já nos habituou, inscrições são feitas de forma expedida assim como a entrega dos dorsais. A prova principal tem controlo por chip electrónico, placas com marcação dos quilómetros e abastecimentos de água de 5 em 5 Km aproximadamente.

Percurso bem sinalizado e com trânsito perfeitamente condicionado, proporcionando a segurança necessária aos atletas. A passagem pelas lezírias com os campos, as quintas, os cavalos, o rio, a ponte e a cidade, é nota positiva que torna esta prova no que ela é: inigualável.

Enriquece e caracteriza também esta prova a presença do Campino ribatejano, vestido a rigor montados sobre seus cavalos, em vários pontos da prova.

Uma imagem emblemática da região, e na minha opinião a manter. O regresso à meta leva-nos de novo à cidade, passando a Estação dos Caminhos-de-ferro e a Praça de Touros, para nos encaminhar para o Parque Urbano de Vila Franca de Xira, onde a meta nos aguarda conforme merecemos, com espaço para alongamentos, repouso e devolução de chip.

Saco final com medalha com logótipo da prova, t-shirt, bolo, água e bebida isotónica. Mais uma vez está a Câmara Municipal de Vila Franca de Xira e todos os envolvidos, de parabéns!

Ana Pereira

Cobertura fotográfica com milhares de fotos captadas pela equipa da AMMA - Atletismo Magazine Modalidades Amadoras

Resultados no site da Xistarca


Agora, eu e os cavalos e a Corrida das Lezírias:

Como sabem os atentos, esta semana não posso dizer que não treinei. Treinei e muito! Mas como muitos poucos poderiam saber, chego a domingo, cansada! Mas verdadeiramente cansada!

Não que os treinos tenham sido muitos ou exigentes, mas a falta de descanso proporcional, provocou precisamente este cansaço. Após os 10 minutos de aquecimento antes da partida, sinto-me já cansada.

Parto com cautela e assim me deixo ir com o meu habitual companheiro de corrida nesta fase, Fernando Oliveira. Sem grandes aspirações, quereria fazer o melhor que conseguisse hoje, mas temo não ser muito melhor que Tomar ou mesmo se será melhor (prova com a mesma distância ).

Há um arrastar pelo asfalto que alivio com o olhar no rio e nas barcas nele adormecidas. Está calor mas esse não me aflige. A entrada nas Lezírias é sempre uma melhoria dos sintomas. Esquece-se o cansaço e a integração na paisagem é completa. Os cavalos que correm ao nosso lado levam-me dali para fora. Já não sou eu que corro, são eles. São os cavalos o misticismo desta prova que a mim me faz voar e sair dele, do meu corpo que deixo em terra, e me faz voar o espírito, abandonando as dores e os incómodos existentes, como a carne ferida entre as coxas, derivadas da fricção acompanhada de suor e de água, que resultaram em sangue e ferida em chaga ardente. Mas tudo isso é pormenor.

Ao km 11, o meu companheiro desta corrida, está ligeiramente pior que eu (talvez lhe faltassem os cavalos a ele) e eu, continuo a correr, arrisco e vou para a frente.

Cansada mas uma energia anímica difícil de compreender, e avanço pelas lezírias.

Passo bastantes atletas nesses últimos 4 km. Chego à meta e desligo o meu cronómetro que marca 1h30m01s (bem melhor que Tomar!).

O corpo volta e custa-me a andar. Mas é só isso. Depois de uns bons alongamentos, muito tempo para descomprimir, e um banho quente, sinto-me bem… apesar de mal conseguir andar…

Fiquei em 1209º lugar, entre 1384 chegados à meta. E por hoje é tudo. Não há provas à vista… só já para Abril. E até lá… logo se verá (foi só para rimar)

Antes da prova:
Já a partida dada e aqui vamos nós na cauda do pelotão:


Já a meio das Lezírias e já não posso dizer que vou muito bem:


Ao lado do Tejo:





E com a meta à vista:


O depois... a recuperar e a constatar os "estragos":


Já depois do banho:


12 comentários:

AMMA disse...

Mais uma vez foi um prazer fotografar esta ATLETA e todos os outros.
O qua a Ana se esqueceu de dizer é que como não vai correr, no próximo Domingo vai fazer uma Maratona, mas fotográfica, na Meia de Lisboa, como parte integrante da equipa AMMA.

CVR

Fernando Andrade. disse...

Parabéns por mais uma Prova, Ana.
E, pelo que conta e como conta, é de fazer inveja a quem lá não esteve. Lezírias,o Tejo, cavalos a correr...eh pá...que raiva!
Beijinho.
FA

José Xavier disse...

Parabéns por estar em mais uma prova. Os resultados são sempre bons, porque o melhor resultado é participar.

Pela discricao, o local da prova é excelente ( VFXira cidade que conheco).

José Xavier - Holanda

Anónimo disse...

Olá Ana
boa prova, foi pena o "desencontro".
Continuação desses treinos, na semana que passou foi 3-2, nesta espero continuar a perder.
Bjs,
António

luis mota disse...

Olá Ana!
Foi na realidade uma excelente jornada em VFX.
Continuação de boas corridas,
Luís Mota

Anónimo disse...

olá Ana
parabéns pela prova, mas, sobretudo, pela semana. Continua porque agora o dificil vai ser parar :)
e boa meia de Lisboa na pele da fotógrafa - vai ser excelente concertza.
Bjinho
até breve
Ab - Tartaruga

ana paula pinto disse...

Eu bem queria dar vida às palavras que cantam "agora, agora, tu és um cavalo de corrida", mas infelizmente, fiquei apenas no ser um potro sem força sequer para ao menos se erguer do chão...

Mas quando o calor se for...ai Ana, aí é que vou voar...vais ver! será só abrir as asas e levantar voo. Não falta muito, "pinto" já sou....:)))

Gostei de lá estar

Até.

JOSÉ LOPES disse...

Conhecia-a pelas fotos e em pessoa de algumas corridas, agora que fomos apresentados e a ouvi falar, já posso associar a imagem à voz.

Parabens pela corrida, terminou num ritmo muito bom.
Saudações desportivas
J.Lopes

Mark Velhote disse...

Olá Ana

Belo post e bela prova!
Dá gosto visitar esta casa!

Parabéns à AMMA pela cobertura fotográfica!

Abraço

joaquim adelino disse...

Olá amiga Ana.
Excelente prova, num piso bastante difícil e de muito calor. Teve estofo de guerreira no final da corrida apesar de estar um pouco "assada", o que é sempre muito incómodo. Eu sofro muito com isso, mas desta vez usei um calção licra e felismente dei-me muito bem.
Falei com o seu pai e tive pena de não a ter encontrado. Talvez na Ponte, quem sabe se não vai estar lá para me bater uma chapa? Fica aqui a cunha.
Um beijinho. E bom trabalho com os amigos da A.M.M.A. para Domingo e também os meus parabéns pelo seu excelente trabalho fotográfico em Vila Franca de Xira.

JOSÉ NARCISO disse...

Parabéns por mais uma prova efectuada com exito!!!
Foi muito bom ter melhorado o tempo em relação a Tomar,continuação de bons treinos e boas provas.
Os meus parabéns
José Narciso

JP disse...

Os treinos estão a resultar, foi uma prova bem gerida e com um percurso bonito e um relato muito bom desta senhora que escreve "à mulher"...