Pesquisar neste blogue

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Segurança Social


Não é à toa que a Maria Sem Frio Nem Casa tem esse nome. Como a casa se tem mudado (ou a Maria é que se tem mudado?) com uma frequência invulgar nos últimos anos, não seria de admirar que a documentação cívica e legal se encontre “um pouco”(??) desactualizada. Mas se cada vez que ela muda de casa, mudasse TODA a documentação, não fazia ela outra coisa! Deixai-a assentar arraiais que daqui a uns meses (prevê-se) a situação muda (uma vez mais), e nessa altura ela actualizará tudo. Promessa convicta feita a si mesma, e já a alguns simpáticos agentes da autoridade.

Ora bem, pelo acima exposto, como é óbvio o cartão de beneficiário da Segurança Social, entidade para a qual é obrigada descontar todo o final de mês, certinho e direitinho sem falhar vai já para 21 anos, nada menos que EUR 11,00 em cada 100,00 que recebe (se calhar anda mas é a receber muito…), não está propriamente actualizado a nível de morada. De acordo com a morada da altura em que o emitiu, pertence a um determinado Centro de Saúde.

Para evitar confusões, ela pega (salvo seja) na filha doente e no carro e dirige-se ao dito Centro a que “pertence” (Corroios).

-Consulta de Urgência?! Mas aqui já não há Urgências… Não sabia?! – a expressão e tom de indignação da empregada do Centro de Saúde, quase que a fazem sentir culpada por não saber, e desculpa-se o melhor que pode:
- Não, não sabia… olhe é sinal que não tenho precisado ou tenho sido “obrigada” a recorrer a sistemas alternativos… porque posso…ou …podia.

Indicado o novo Centro onde se dão Consultas de Urgência, ela volta a pegar (salvo seja) na filha e no carro e dirige-se ao tal novo Centro (Moinho de Maré)

- Mas tem médico de família?
- Acho que não… tinha, mas morreu há uns anos, era o Dr.Moreira, não sei o que vocês fizeram com os doentes dele… Mas isso faz diferença? Eu preciso é de uma Consulta de Urgência para a miúda.
- Ai pois claro que faz diferença! Aqui só há consultas de Urgência para quem tem médico de família…

A empregada verifica no computador e confirma o veredicto ameaçado: a miúda não tem médico de família! É-lhe indicado um outro Centro de Saúde, neste caso na Amora (SAP), onde são atendidos os doentes sem médico de família.

Ela, porque pertence a uma classe que ainda se pode chamar de privilegiada nos dias que correm, volta a pegar (salvo seja) na miúda e no carro que ainda tem gasóleo, e dirige-se ao 3º Centro de Saúde da Segurança Social nesse dia, que dista uns 15 km do primeiro, a tal entidade para a qual ela desconta todos os meses 11 euros por cada 100 que o patrão lhe paga, e por fim, é atendida por um médico, que se estivesse a atender cavalos e vacas, ter-se-ia pena dos animais…

A miúda foi ouvida, despida, vista, espreitada e interrogada com questões curtas cuspidas com rispidez, observada, vestida e calada! Em princípio não é nada grave, saem de lá com a receita médica e como a miúda ainda não atingiu 12 anos, a consulta é gratuita. (aleluia, aleluia!) Necessidade a quanto obrigas… Mas pensando bem... quantos onze euros a mãe já entregou à dita entidade? Já para não falar no pai...

Dias em casa, ao contrário do que seria normal, assim ...com a miúda doente… não sabem mesmo nada bem.
Hoje não houve treino nenhum para a gente desta morada.

13 comentários:

Anónimo disse...

Há dias inventei aquela do "pelotão feliz" e levei nas orelhas...Agora vejo que na crónica do "Atlântico" a Ana (que bom ainda ser Aninhas) foi "feliz" pelo menos umas 5 vezes!!!
E parabéns pelo crono conseguido.Estava a dever isso-baixar da hora nos 10.000!
Um abr do Tó Miranda

luis mota disse...

Olá Ana!
Votos de rápidas melhoras da “pequena” Mafalda.
São os votos da família Mota

Fernando Andrade. disse...

Chatice, Ana!!
Não bastava a angústia da filhota doentinha e ainda teve a arrelia do mau funcionamento do nosso sistema de saúde.
É nestas coisas que o nosso orgulho de ser português, sofre um rude golpe.
Grande beijinho, Ana e as melhoras rápidas da Mafalda.

joaquim adelino disse...

Amiga Ana
Lamentável a situação e como todos sabemos existem responsáveis por essa situação, pode crer que agora me apetecia "malhar", como diz o Ministro, aí em muita gente. Vou poupá-la a esse martírio, e vou apenas desejar que a sua filha Mafalda melhore e não volte a precisar tão depressa de médicos dessa estirpe que vos atendeu.
Um abraço

Mark Velhote disse...

Olá Ana,

As melhoras rápidas para a pequenina!

Fico à espera que adira ao twitter!

Abraço

Anónimo disse...

As melhoras da Mafalda.
Engraçado as imagens da Anita, doente claro.
Beijinhos,
António, Isabel e Vitória Almeida

Duarte Gregório disse...

Boas, tenho um desafio para si no meu blog.

MPaiva disse...

Ana,
Percebo o teu post, mas gostaria, se não levares a mal, de fazer algumas correcções.
Os descontos para a Segurança Social assumem-se como um contributo dos cidadãos e das empresas para um sistema de prestações sociais que engloba coisas como as pensões de velhice e reforma, os subsídios de desemprego, os subsídios de doença, etc. Entre os benefícios proporcionados pela Segurança Social não se encontra a saúde.
Essa, a saúde, é garantida pelo Serviço Nacional de Saúde que é funanciado, não pelas contibuições para a Segurança Social, mas pelos impostos pagos pelos cidadãos e pelas empresas (IRS, IVA, Imposto de Selo, etc...). Na prática a diferença não é muita, mas, pelo menos, a imagem que ilustra este post acaba por estar um pouco desadequada!

Quanto ao calvário que descreves, vou dar-te um pequeno conselho que, certamente, teria evitado todas essas deslocações infrutíferas. Antes de sair de casa poderias ter ligado para a linha "Saúde 24" (808242424) através da qual poderias ter feito um despiste prévio da situação de saúde da tua filha e, em caso de necessidade de atendimento médico, serias informada sobre o local exacto a que te deverias dirigir.

Aparte este esclarecimento e esta dica, aqui fica o mais importante: rápidas melhoras à tua princesa!

bjs
MPaiva

Ana disse...

Ola Ana, td bem?

indiquei teu blog para um "meme" Olha que Blog Maneiro, pois sempre o acompanho e o acho bem legal.

todos os detalhes estão no meu blog, dê um pulinho lá... Tem um selinho esperando por você lá!

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

A todos sem excepção, agradeço os comentários e os votos de melhoras para a minha filha. Agora se não se importam vou só responder directamente a: (não desvalorizando nenhum dos outros!)

Tó Miranda! Que prazer "vê-lo" por aqui, mas gostaria mesmo era de voltar a encontrá-lo por aí a correr, era sinal que ambos estávamos a correr... o que em princípio é sinal de estarmos bem. Outro assunto: mas quem lhe deu nas orelhas pela sua invenção do "Pelotão feliz"? Alguém que não é pelotão? Ou alguém que não é feliz?
Deixe lá... haverá sempre alguém a querer "dar nas orelhas" de outro alguém...

Miguel Paiva: pois... talvez seja um erro comum, misturar a Segurança Social com o Serviço Nacional de Saúde. Ou talvez não, talvez seja mais próprio de ignorantes e de desatentos... como eu nalgumas coisas, mas no fundo, como tu próprio dizes, na prática a diferença não é muita, e como contribuinte (IRS, IVA, Imposto de Selo, etc...)sinto-me no direito de não retirar nada do que escrevi.

Aliás, para ser atendida tive de apresentar o meu cartão de beneficiário da Segurança Social Portuguesa, sem o qual provavelmente seria remetida para casa, por isso não sei até que ponto a Segurança Social neste caso, estará tão alheia como queres demonstrar .

Em relação à sugestão, agradeço, e é válida sim senhor, mas em 11 anos de mãe, penso saber avaliar quando um médico é preciso. Nada substitui uma auscultação, observação da garganta e dos ouvidos - por um profissional de saúde. E em caso de dúvidas, o médico decide. A decidir eu (com base na experiência e na observação directa, o que considero bastante mais fiável que uma consulta telefónica), já andava há uma semana, e o resultado não foi o melhor...
De qualquer das formas Miguel agradeço imenso o teu contributo esclarecedor, e os votos de melhoras.

Até depois

Ana Pereira

BritoRunner disse...

Ana desejo as melhoras para a tua filha.
JCBrito

Anónimo disse...

olá Ana
A Mafalda está melhor?
Espero que sim. Os treinos voltarão, com calma, porque nestes dias nem há cabeça para treinar.
Beijihno à família e em paricular à Mafalda com votos de melhoras rápidas.
AB - tartaruga

Anónimo disse...

Pois.... a Segurança Social!!!!!! Ou como alguém refere num dos comentários à Anuska, o Serviço Nacional de Saúde.
Este serviço está, no meu ver, canceroso e não sei se com previsões de cura. É interessante verificar que pagamos os nossos impostos, as nossas contribuições para termos benefício dos serviços e no fim não há direito algum. No meu posto de saúde, o ano passado só se podia ir às urgências a partir das 16 horas!!!!!!!!! Temos hora marcada para adoecer. É giro. Acho interessante que haja pessoas que sugiram o Serviço 24H para ligar a dar sintomas da doença que nos aflige. Uau, esse serviço deve ser 5 estrelas. Liga-se e somos imediatamente atendidos e curados via telefone. Muito bem! Afinal de contas pagamos os impostos e contribuições para quê? E ainda por cima somos "obrigados" a descontar.
Sim, para que servem os descontos?????????????????????????????????? Todos nós sabemos para quê! Paga e não refiles. Queres uma consulta para exames de rotina, esperas 3 meses por uma consulta. Precisas de mostrar exames médicos, esperas que haja vagas. Para "tapar os olhinhos", inventam serviços...
Fico por aqui, não estou muito inspirada.

Jokas