Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

(ainda) Eu e o Atlântico (X Grande Prémio) e O Prémio

Tinha consciência que uma semana parada, não poderia fazer muito melhor que em Grândola (mesma distância uma semana antes), mas sabia também que em Grândola não tinha dado o litro. Tinha-me aguentado até ao km 5, e depois senti que podia reduzir a lentidão um pouco, mas optei por acompanhar o meu colega de equipa, Fernando Oliveira, também sem preparação e lesionado. Chegámos juntos com o António Pereira, companheiro que se dispôs a acompanhar-nos a ambos, e acabámos com 1h01m45s. Isto em Grândola (para os distraídos).

Desta vez, na Caparica, queria fazer o que conseguisse fazer, mas com consciência que não seria grande coisa. No entanto queria acabar a sentir que tinha dado o meu melhor. Fosse lá o que isso fosse! Mental e secretamente ambicionava baixar da hora. Como se isso fosse uma grande coisa.

Depois de entregar o meu pai na Caminhada e deixá-lo partir, aqueci lentamente, cumprimentei tanta e tanta gente, a recordar-me o quanto a corrida nos pode dar. Quanta gente conheço… Conhecidos mas também Amigos. Amigos sim!

Partimos de novo juntos: eu, Fernando Oliveira e António Pereira, de novo disposto a andar devagar.

A Caparica abre-nos ruas e ruelas de vivendas e conduz-nos para a avenida agora em obras, para depressa desviarmo-nos para perto da praia, sem no entanto a vislumbrarmos, sempre separados por altas dunas.

Sorrisos e sorrisos. Olhares e acenos. Cumplicidade e esforço dividido. Sorrisos de novo. E mais sorrisos. Correr faz-me feliz! Por uma hora ou um minuto que seja!

Corri o que pude, deixara o Fernando cedo (km 2 sensivelmente) e segui. O António acompanha-me.

Km 6 e arrependo-me de ter aumentado a velocidade. Temo que o Fernando me volte a apanhar. Não tenho treino nem qualquer base para manter um ritmo inferior a 6min/Km por muito tempo…É o estado não da nação, mas o meu… O António incentiva-me que deveríamos apenas manter e faríamos menos que uma hora. Apenas manter… pois precisamente a dificuldade era essa, manter.

- Aninhas! Estás a vir ao de cima outra vez?! Boa! – companheiro de equipa, hoje guia de um atleta invisual, o Ginja, que me cumprimentara com uma palmadinha na face na semana passada “Bem vinda de novo Aninhas!”, fazendo-me sentir uma miúda que já não sou.

Há pessoas felizes por me verem! Tanto ou mais que eu! Sentimento recíproco sincero.

Acompanho-os um pouco mas eles vão mais lentos que eu, e eu estou a sofrer um pouco mas a aguentar, leia-se manter.

Aguento até à meta. Carlos Viana, Gaspar, Orlando e Leonor que nem vejo, mas que me “capturam ” na sua máquina, e … o meu pai! O meu pai! Cheguei! Feliz! 57m17s! Baixei da hora! Não parece grande coisa, mas garanto-vos que é!

Estou feliz! Muito feliz! O momento gravado no tempo! Impagável! Registado! Na memória, na carne e na alma. Gravado a ferro no dorso no animal! Um sorriso mais, natural, sincero, directo da alma para os lábios a rasgar na cara redonda!

Vir ao de cima outra vez! É isso mesmo! Estou a vir ao de cima outra vez!!!

É este O Prémio que levo para casa. É isto e mais que não consigo dizer, que a Corrida me dá.

Obrigada a todos que contribuem para isso e que bem sabem quem são!
-------------------

Antes da prova, com Fernando Oliveira e António Almeida:
A prova a decorrer:



A aproximar-me da meta:
Fotos de Carlos Viana Rodrigues, da AMMA, onde se encontram 2 albuns com milhares de fotos desta prova, e tambem de Isabel Almeida
A medalha para todos:

E do Atlântico, retenho a água, elemento onde muito bem me dou (desde que não haja ondas), e faço hoje

50 min de Natação,

como início da preparação para o XXVI 20 Km de Cascais a realizar dia 22 de Fevereiro de 2009.

Parece que não tem nada a ver, não parece? Pois parece...

Até amanhã querido diário

9 comentários:

António Bento disse...

olá Ana (acho que perdi o 1º comentário :(

parabéns pela prova. 1h, menos de 1h ... o mais importante foi que o desafio já havia sido superado, com o primeiro passo.
Regresso consolidado, muitos parabéns. Encontramo-nos em Cascais, será um enorme prazer.
Bejinho
até breve.
AB

Mark Velhote disse...

Muito bem!

Não tarda muito e aquela tabela das Melhores Marcas aí do lado vai ter de ser alterada!
Vai vai!! :D

Abraço

BritoRunner disse...

É maravilhosa a sensação de poder correr.
Compreendo perfeitamente.
As marcas são secundárias,no entanto servem sempre de comparação com outras épocas, com outros momentos já passados.
E sempre que conseguimos superar o passado sentimo-nos ainda jovens

luis mota disse...

Olá Ana!
Em bom ritmo.
Continuação de boas corridas,
Luís Mota

Paulo Gonçalves Marcos disse...

O atleta vestido de laranja que aparece nas fotos da Ana/Maria sem frio não é do Run4Fun-R4F mas ainda assim queremos dar os parabéns pela tenacidade demonstrada!

Se e se o quiser sinta-se livre de vir treinar connosco.

www.run4f.blogspot.com

MPaiva disse...

Ana,
Fico satisfeito por teres conseguido alcançar os teus objectivos nesta prova. Na verdade, o atletismo tem essa coisa fantástica que é proporcionar a cada um, chegue em primeiro ou em último, a possibilidade de atingir objectivos e, com isso, obter uma enorme sensação de prazer!

bjs
MPaiva

Fernando Andrade. disse...

Ele é Sintra,
Ele é Grândola,
Ele é Caparica...

E o ano ainda agora começou!
Ou eu me engano muito, ou este ano é o Ano Ana!
Estou a gostar!

Beijinho.
FA

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Olá e obrigada a todos que aqui comentaram!

Tartaruga: é isso mesmo. Toda a corrida começa com o primeiro passo. E esse já foi dado! Um grande beijinho

Mark Velhote: hummm, isso era bom era! Alterar as tabelas do lado... tenho de suar muito para isso. Esses tempos não foram há muitos anos, mas foram há muitos quilos atrás e obtidos numa época que TREINAVA, com séries, fartleks e por aí fora. Método, empenho, vontade e tempo (alguma ajuda de terceiros, que agora...não há); mas... quem sabe se as coisas mudam...

Brito: Claro que quem corre como 95% de NÓS percebe muito bem o que eu digo. E para mim, ainda hoje, com os tempos que faço, correr sem cronómetro é impensável. O prazer não deixa de lá estar, mas gosto de saber como estou


Luís: o ritmo vai bom, pelo menos o ritmo de participações em provas, não é? (melhor que nada)

Paulo Gonçalves Marcos: agradeço a visita e as palavras, e ainda o "convite" mas por aqui treina-se a horas indecentes... já basta organizar-me (logisticamente) para as provas, o treino fica para... quando posso, raramente posso marcar com alguém... mas obrigada, e quem sabe um dia as circunstâncias se proporcionam a isso

Miguel,
Obrigada pela tua presença, sempre com uma palavra amiga, de incentivo, de empurrar para cima... obrigada

Fernando Andrade: ainda bem que está a gostar meu amigo, pois pode ter a certeza, este ano, é um Ano Ana, sim senhora, assim a vida não me pregue partidas grandes, pois com as pequenas, posso eu bem. Um grande beijinho Fernando

Até já

Ana disse...

Ola xará, td bem?

obrigada pela visita no meu blog... reclamo do calor mais sou mil vezes correr no sol de 35º graus, a um frio de 10º... com neve então, acho q nem saia de casa... não foi a toa q Deus me botou no Brasil, rs...

bjos e q o sol apareça logo por ai