Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Regresso

O meu velho frigorífico regressou hoje a casa depois de uma ausência demasiado prolongada para um frigorífico, tendo em conta a importância do frigorífico na vida de uma pessoa, uma pessoa mais jovem e uma cadela. Voltou supostamente reparado e a fazer o que os frigoríficos devem fazer: frio.

E eu sinto-te tão especialmente feliz hoje por isso. Sabem a alegria de poder comprar comida, e poder guardar comida num local apropriado, sem a ver criar bolor e azedar em três tempos?
E pronto. A partir de hoje, já posso de novo comer queijo fresco fresco. E isso faz-me sentir especialmente feliz...

Hoje não corri.

Até amanhã querido diário

6 comentários:

Jorge Branco disse...

Bem vindo rapaz!

joaquim adelino disse...

Pelo aspecto dos queijos!!! agora não sei se são os que estão lá dentro, dizem que é do melhor para quem precisa de reforçar o cálcio, que é também daquilo que eu preciso. Mas como é que eu vou comer aquilo se a quase o leite nem posso ver? A alternativa é carregar bem com algum sal e bem apimentado, sempre é melhor que nada.
Hoje recebi mais uma má notícia, a prova de Vendas Novas também foi ao ar este ano, isto não pára. Um beijinho do Pára e vamos até ao Parque, não esqueça.

Lilith disse...

e viva o frigorífico, que é daquelas coisas que nunca imaginamos que nos faz tanta falta!
beijinhos, querida :)

Pizza disse...

às vezes não damos valor às pequenas pequenas coisas! :) (ok, neste caso até são grandes, mas percebes :P)

Corre como uma menina disse...

Hoje (ontem) também não corri.
E sim, não se dá o devido valor às coisas, até estas nos faltarem... Electrodomésticos incluídos. :)

Beijinhos

Luciana disse...

Uma coisa tão simples como o frigorifico pode ser a nossa alegria.
Os queijos frescos que se ponham finos agora!
Beijos