Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Step

“Agora só me resta amanhã”. – Ontem terminei o meu último escrito neste blog, com esta frase.

E hoje acordei. E estava viva e aparentemente parecia que de facto ia ter mais este dia, a não ser que mo fosse roubado inesperadamente num instante qualquer, o que pode sempre acontecer mas que ainda não foi hoje que aconteceu.

Quantas vezes acordamos e temos exacta consciência do que temos? Um dia novo. Novinho em folha. Para usar. Como se acabássemos de nascer! Para sorrir, ou chorar, ou falar e ouvir, ou dançar, ou discutir com o patrão e namorar com o nosso amor. Um dia. Tive mais um dia hoje. Zangas e arrufos e reconciliações. Acordos e desenganos e planos feitos e desfeitos. Um dia de vida. Este já ninguém me rouba.

Dá a vida as voltas mais inesperadas e as esperadas também. Preocupações, dramas, medos e terrores. Não sei. Só sei que tenho o dia de hoje.

Levei a minha filha à escola, trabalhei e se à noite uma vontade de baixar os braços e deixar-me vencer me assaltou, numa derrota antecipada e anunciada, ou talvez apenas imaginada, não me deixei vencer e nada me demoveu de me equipar e ir à minha aula de Aeróbica. Na vida há o que não tenho, e o que tenho. Hoje tenho a Dulce, a Rita, a Brenda e a Paula. Contam comigo para que a aula não “morra”. E eu hoje conto com elas para não morrer eu.

A aula hoje foi praticamente uma aula de “step”. Acho que toda a gente sabe o que é um step. Palavra adoptada do inglês que significa “Degrau”. E de facto é um bloco rectangular normalmente com altura regulável, e que se usa para exercícios aeróbicos contínuos de baixo impacto (onde os impactos contra o solo não são violentos, o que protege as articulações) e de alta eficácia porque promove o combate à gordura de forma constante.


Há uma simulação do acto de subir e descer degraus, podendo trabalhar-se em simultâneo membros superiores e inferiores, melhorando dessa forma o desempenho cardiovascular, e auxiliando na queima de gordura corporal, tonificando todo o corpo de forma intensa e motivante.

A música está sempre presente e por norma uma aula de step deixa-me a escorrer suor para o solo e feliz da vida, mesmo quando (ou principalmente quando) “ando a apanhar bonés” e o efeito psicológico e sócio-afectivo do step se faz sentir em mim:

Há uma agradável e constante estimulação para a convivência em grupo, para a aceitação das nossas (e dos outros) dificuldades, e há uma grande cumplicidade entre todas, incluindo a professora que não me canso de elogiar;

Tudo isto aumenta a auto-estima, combate o stress, favorece uma maior percepção do próprio corpo e a lista de benefícios poderia ir por aí fora!
E hoje assim foi. 1 hora de Ginástica “bem puxada” (como eu gosto)

Aproxima-se a meia noite. O meu anjo dorme. Resta-me amanhã, e preciso de correr, que Leião e Penhas Douradas não se fazem com aulas de Aeróbica…

5 comentários:

Carlos Lopes disse...

Ola Ana

também preciso de umas aulas assim, pra levantar o moral, anda muito embaixo.. bjs

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

As inscrições estão abertas Carlos Lopes!

E tenho a certeza que ias ser muito bem recebido!

E também tenho a certeza que em cada aula o moral se levantava...

Beijinho! E vê se te animas!

Carlos Lopes disse...

melhor não ir Ana... alem de longe, ainda me perdia por lá... ficar no meu cantinho

Dulce disse...

Olá Ana.

Quero aproveitar para agradecer a participação, o desempenho e o apoio nas aulas.

Beijinhos
A 'prof' / 'stora'
Dulce Pereira

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Obrigada Dulce.

Há pessoas que ao deixarem aqui uma palavra que seja, me fazem feliz, sinto-me "honrada" com a sua visita, e a Dulce (não desfazendo de tantos outros) é uma dessas pessoas!

Obrigada "stora" e até amanhã