Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Feriado, Treino e ... "Piromaníaca, eu?!"

2ªfeira, feriado nacional, 9 da manhã, Lezírias do Tejo, Vila Franca de Xira

Manhã serena e Lezírias serenas. Um sol morno numa atmosfera abafada, um rio sereno, libelinhas, cavalos, aves diversas, cães (em dias de treino no meu caminho ou eu no deles, eu bem que os dispensava, mas eles estavam lá, obrigando a inventar novo percurso!)

Mas vais mesmo correr a Meia Maratona de S.João das Lampas dia 10 Setembro? - pergunto a mim mesma, e se tinha dúvidas, hoje deixei de as ter. Mas és uma mulher ou uma galinha? Vais chorar o peso acrescido nos últimos dias, e vais continuar a te sentir tão miserável e procurar alívio (???) a enfardar mais e mais e mais comida?!

Olha, amanhã não sei, mas hoje corri 18 (dezoito!) Km em 1h46m, média de 5:53/Km

Mas alguém se atreve a duvidar que eu vou mesmo ser capaz de correr a Meia Maratona de S.João das Lampas dia 10 Setembro? Eu não me atrevo mais a duvidar!


À tarde: Vialonga a arder! Serras e montes que certamente o meu amigo Adelino já palmilhou tanta vez. Tanto verde a arder! O Homem tudo destrói, e a mim dói, doi mesmo.

Impossibilitada de fazer algo mais que observar e desejar que o vento páre e que os Bombeiros consigam vencer e salvar o verde que ainda resta, limito-me a assistir e de máquina em punho registei imagens que aqui trago. Eu, e algumas dezenas de pessoas, incluindo repórteres da TVI, da SIC e da RTP.

Até que uma senhora num veículo, passa por nós, pára o carro ao lado do meu, abre a janela e eis que o fel que a corrói sai-lhe pela boca, certamente na tentativa de aliviar alguma dor: "Piromaníaca!!!!" - grita-me.

Já por mim haviam passado carros da GNR, a PSP, da Protecção Civil e dos Bombeiros. Passaram e seguiram pois eu não estava a estorvar ou incomodar alguém. Pensava eu, até passar aquela mulher... Se a sua forma de manifestar a dor era essa, muitos carros e muita gente teve ela para abordar e descarregar a sua raiva ao longo da estrada. Resta-me desejar que no fim ao chegar a casa, a mulher se sinta melhor, mas mais importante que isso desejo mesmo é que o fogo seja controlado e que sobre verde, onde existem coelhos, lebres, aves, e tanta e tanta vida... Piromaníaca, eu?! - ele há cada uma!

4 comentários:

JoaoLima disse...

Eu não duvido que vais fazer (e bem) as Lampas.

Agora chamarem-te de piromaníaca... tens que confessar que nunca esperavas ouvir isso na vida!!!

Beijinhos e tudo a correr bem

elis disse...

oi, ana!!!

tenho certeza de que você fará uma excelente prova!
já estou na torcida pelo seu sucesso nesse e em outros desafios;)

é mesmo de lamentar, de entristecer, de sentir aperto no coração quando acontecem esses incêndios!
tantas vezes mistura do clima seco e da ação irresponsável do homem, que joga lixo e restos de cigarro pelo caminho onde passa...

e essa senhora? que loucura! piromaníaca, você? que maneira essa senhora encontrou de extravasar a revolta!

bjs

Jorge Branco disse...

Piromaníaca? Bem a mim já me chamaram quase tudo mas isso ainda não!
Ainda não tive que alterar o percurso por causa dos cães mas já pensei, muito sinceramente, como iria voltar para trás (mas como não havia outra solução...).
Quando eu chegar nas Lampas já a “Maria” tomou banho!
Mas nem imagina (ou imaginam) o que se treina para chegar em último!
Força “Pikena”!

joaquim adelino disse...

Estava eu no Cadaval em missão de entreajuda agrícola quando recebi a notícia da Susana a informar que o Monte Serves estava a arder, pois era bem visível da janela da sua casa a tragédia que estava ali a acontecer.
Fiquei muito triste, tantas e tantas vezes subi e desci aquele monte, ainda recentemente lá passei e subi junto à pedreira até mesmo junto ás antenas. Hoje ao observar da mesma janela em que fui informado fiquei desolado com o que vi. É verdade que aquilo era só mato mas é inegável que aquela mata verdejante (eu perdía-me lá dentro) dava saúde a quem por ali tinha oportunidade de passar e ou passear.
Ficam as imagens (bem oportunas da Ana) das chamas a devorarem um local que considero dos mais bonitos da nossa região. E culpados pela destruição daquilo não há?