Pesquisar neste blogue

domingo, 1 de abril de 2007

25ª Corrida dos Sinos

Mafra - 1 de Abril de 2007


A partida junto ao Estádio e a chegada dentro dele, é coisa que dá uma magnitude singular à prova.

O processo de inscrição um pouco antiquado, mas quero salientar que para as inscrições de última hora, funcionou de forma excelente (um fax enviado e um telefonema e em minutos constava na lista de inscritos).

A entrega de dorsais fez-se também de forma regular, assim como a partida, onde existia animação suficiente que pudemos também encontrar durante o percurso devidamente assinalado, que se caracteriza por estrada algo sinuosa, mas as gentes souberam estar a aplaudir e dar força.

Prova realizada em total segurança com o trânsito totalmente cortado. Abastecimentos foram mais que suficientes, tanto no percurso como à chegada. Um bom serviço de fotografia, que se pode ver e comprar em http://www.fotodesporto.com/

Prémios de presença: O já tradicional sino em cerâmica, uma t-shirt e produtos alimentares da zona. Chegada pomposa no interior do Estádio.

Instalações muito boas para o banho.

Classificações disponíveis on-line poucas horas após o fim da prova.

Momentos esplendorosos da prova são a passagem pelo Convento de Mafra e pelo Sobreiro, com o seu moinho e peças de artesanato em cerâmica e barro, a ladearem o nosso caminho. Assim como as gentes e a música.

Mas… confesso. Confesso que para uma 25ª edição da Corrida dos Sinos e pelos oito euros de inscrição (última hora), eu estava à espera de mais.

O que me falta? O que me falta? O que queria eu? Eu queria o carrilhão de Mafra a tocar! A tocar para todos. A ecoar no céu e ir para longe, para muito longe pelos campos e pelo mar. E que eu voasse no seu eco majestoso. Era isso que eu queria.

Assim, no silêncio dos corações e dos nossos pés a bater, o carrilhão tocou só para mim, dentro do meu peito. Replicaram os sinos e uma sinfonia magistral ecoou dentro de mim.


A vulgar e fininha t-shirt em vez da sweat mais espessa de manga comprida de outras edições também me desiludiu um bocadinho. Mas isso é pano apenas. E o sino, pouco diferente das restantes edições… e esta deveria ter sido considerada especial. Mas isso é só barro ou louça ou outra qualquer matéria que cai ao chão e parte e se perde.

O importante, que é a vivência em si e as condições que nos dão para a tornar possível, e que ficam guardadas num local seguro e que nunca se perdem, foi cumprido. O importante foi cumprido, só faltaram os sinos a tocar, que cada um teve de accionar dentro de si.

Corrida dos Sinos. Minha opinião: uma prova muito bem organizada e que se recomenda vivamente. Se volto outra vez para o ano: sem dúvida.

E eu, como é que eu corri? Eu corri muito bem: 15 km em 1h20m48s. Sensivelmente o mesmo tempo que fiz há semanas atrás nas Lezírias e tendo em conta que só ando a correr uma vez por semana, a coisa não está assim muito má.

O que me valeu foi a companhia dessa menina aí, praticamente desde o km 5 ou 6 e a do António Pinho nos últimos dois, que não me deixou esmorecer e foi sempre a puxar por nós até ao fim.

Aos dois, deixo aqui os meus agradecimentos, pela companhia e pela força de que tanto precisei.

Mas há que mudar. E vai mudar já daqui a bocado.


Fotos do dia:


O meu Companheiro mais fiel, de corrida, de viagem, de vida: o meu Pai





A Partida. Eu estou bem lá para trás.


foto de fotodesporto: http://www.fotodesporto.com - Eu. Logo seguida pelo António Pinho, que foi um cavalheiro e deixou-me ir à frente...


O meu Amor: a minha filha

pensamentos soltos: "Recebo o teu beijo na minha mão e vejo-te partir. Parto eu também. No fim estaremos juntos talvez. Quando é o fim? Onde estás tu e quem és tu? Gesto bonito. Olhares e vidas cruzadas por momentos. Um caminho pela frente. Uma corrida, uma prova. Caminhos paralelos. Pessoas. Provas a dar. Eu. Tu. Nós. Uma corrida que se finda, sempre só e sempre acompanhada. E nunca mais te encontro… "

5 comentários:

Carlos Lopes disse...

Olá Ana

Participei pela 1º vez nesta prova. Não posso deixar ou fazer alguma queixa. Gostei da prova, sentir o publico na zona Saloia, o espírito de grupo… simplesmente, adorei a prova.
Continuação de bons treinos.

Jackelyne disse...

Olá Ana!
Puxa.. que prova bonita!
Adorei as fotos.. espero um dia poder conhecer Portugal! Deve ser um país muito lindo!
E parabéns pelo resultado.. vc foi muito bem!

Um beijao!
Ah.. sua filha é linda...

antonio disse...

Olá,Ana
Estou de acordo consigo, eu também gostava
De ouvir o carrilhão de Mafra acho que seria
majestoso quem sabe no próximo ano.
Quanto á prova até me correu bem.
Ana, com esses elogios todos ate fico mal
Fizemos uma boa prova é isso que conta, parabens pelas fotos estão
muito bonitas, ou não estivesse
o pai e a neta.
continuação de bons treinos
AP

TOTO disse...

Olà Ana parabéns uma bonita corrida que féz:
e tamben as fotos bonitas:
parabens au seu Pai, e filha;
que sempre a companha nas saidas.
boa continuaçâo.
boas saidas.
antoine
(( toto ))

Jackelyne disse...

Maria..
To sabendo que vc não anda treinando menina.. Que história é essa... vim aqui lhe dar um puxão de orelha hein! (risos)..

Se cuida moça!

Ah.. deixa eu lhe perguntar.. depois que sua filha nasceu, quanto tempo levou para você volta a correr? Quando você voltou, conseguiu manter o mesmo ritmo ou levou algum tempo?

bjs