Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Laivos de Felicidade irradiam do peito, ponto incerto na matéria, feita de carne irreal, ponto inatingível e imaginado. É daqui e dali, ponto incerto no corpo de onde emergem feixes de luz, local invisível, mais fácil encontrar na alma, se formos capazes de a tocar e sentir.

Aparentemente irreais, laivos de luz, frenéticos e enérgicos, a medo a princípio, desenfreados depois percorrem a alma e espreitam a luz. Felicidade.

Medo de sentir. Felicidade. Por falta de hábito e defeito de formação. Alma defeituosa, mente tortuosa. Medo de sentir, medo de perder, medo de ser. Feliz.

Atalhos errantes, alma perdida, sorri e chora. Neste dia triste. Neste dia feliz. Uma Amiga tropeça em rasteira da vida e luta agora em agonia. Dura maneira de saber que a vida é agora, só agora, o instante a seguir é este e é incerto.

Uma força para ti minha Amiga, vais superar isso tudo!

4 comentários:

S* disse...

Não sabendo o que se passa, desejo toda a força do mundo.

horticasa disse...

Nestas altura, ter o amor da família e amigos, deve ser o mais importante...
beijinho no coração.

amaranterunningteam.blogspot.com disse...

A vida é mesmo o instante.Apesar de não descobrir no texto , deduzo que é algo preocupante.Força e coragem.

joaquim adelino disse...

A força amiga é empurrão muito importante para se vencer algo que não se deseja e se atravessa no nosso caminho. Com força e coragem ela vencerá.