Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

8ª Maratona do Porto - o dia

O dia d'A Maratona do Porto, a oitava

6 de Novembro de 2011

O dia começa cedo. Pouco depois das 6 da manhã estamos a tomar o pequeno almoço. Não que eu seja atleta da Maratona e precise de me alimentar bem e a tempo da digestão se fazer antes de iniciar a empreitada dos 42.195 metros, pois este ano, uma vez mais só corri a Family Race, prova este ano com cerca de 15 Km. Mas o pequeno almoço no hotel patrocinador da prova - Mercure, Vila Nova de Gaia-, é servido assim cedo, e o autocarro para a Partida, cheio de atletas VIPS, que disputarão os primeiros lugares, e escoltado pela polícia, sai também assim cedo. 
Mais uma vez, fico a olhar os atletas da Maratona e o desejo e a promessa de ser um deles fica no ar. Limito-me a correr o que posso hoje. Corri 15,250 Km em 1h28m07s, média de 5:47 / Km, na competição que se realiza em simultâneo com a prova Rainha. 

Há animação na rua, café e chá quente é oferecido aos atletas. As ruas estão livres de trânsito para se efectuar o aquecimento e onde se encontram amigos e se deseja boa prova. 

A Partida é dada à hora marcada: 9 horas. À frente os atletas da Maratona, e metros atrás os da Family Race. Uma Maratona é uma prova especial. E a Maratona do Porto é uma Maratona especial. Nascida num país pequeno, de Maratonistas envergonhados que preferem ir correr lá fora, a Maratona do Porto oferece-lhes o que Portugal ainda não tinha, apesar de historicamente uma outra Maratona existir há mais de duas décadas, e uma ou outra por aí se apresentar, sem história para contar, passada ou futura. 

A Maratona do Porto é boa! Resiste há sete anos, tendo vindo sempre a crescer e a provar que cá também se pode correr uma Maratona com um elevado grau de qualidade. Teve cerca de 1545 atletas chegados à meta. Teve massagens no final. Um percurso belo nas margens do Rio Douro, fácil. Acompanhamento e bons abastecimentos. Animação. Segurança. Uma feira agradável nos dias antecedentes. Uma "Pasta Party" (Festa da Massa), onde uma refeição de massa é ofertada aos Maratonistas. Dos prémios de participação, saliento a garrafa de Vinho do Porto com logotipo da prova impresso, a mochila e a bonita medalha.

Também com uma vertente solidária: EUR 0,50 de cada inscrição revertia para a construção de uma ala pediátrica no Hospital de São João.

Em simultâneo uma prova de 14 Km e uma Caminhada.

E a prova rainha, a Maratona, a encher as ruas. Nas 3 provas, cerca de 8000 participantes nas ruas do Porto e Gaia.

O vencedor da Maratona bateu o record da prova, encurtando também a melhor marca de Maratona em território nacional.
Uma Maratona de muita qualidade, já um marco na história da Maratona em Portugal, a prometer continuar a crescer e a melhorar o que hoje faça menos bem, o que não é muito, pois na sua globalidade a 8ª Maratona do Porto é uma prova excelente e excelentemente organizada. Do agrado dos atletas de alta competição e dos atletas de pelotão, onde todos são bem tratados. Como merecem.
Ressalvo a possibilidade de intrusão de bicicletas no percurso, o que em nada beneficia o Maratonista e só atrapalha. Assim como alguma demora no levantamento dos dorsais na véspera da prova. Em tudo o resto, esteve a pova irrepreensível.

Muitos Parabéns Runporto e até à 9ª Maratona do Porto, onde todo o Maratonista português tem de ir correr para experimentar ou confirmar e usufruir o que de bom se faz por cá!


Classificações:

Nos homens:
1º Philemon Baaru, Quénia, com 2h09m51s
2º Kennedy Kwemoi, Quénia, com 2h09m54s
3º Joas Mutai, Quénia, com 2h12m54s

Nas mulheres:
1ª Pauline Chepchumba, Quénia, com 2h41m24s
2ª Alice Basílio, Amigos do Atletismo de Mafra, com 3h08m16)
3ª Conceição Grare, Porto Runners, com 3h09m17s


Algumas imagens:
No átrio do hotel, antes da saída para o local de partida da Maratona, com os meus amigos Fernando Sousa e Cláudio Gaspar
Já no local da Partida, com os meus amigos, Fernando Andrade, Jorge Teixeira (director da prova) e João Hébil
Com o meu pai
Com o meu amigo João Hébil e seus amigos espanhóis
Partida dada
Paulo Fernandes, que corre e fotografa a malta e teve a amabilidade de me facultar estas fotos, para além de as ter tirado, claro! Para ele os meus agradecimentos

Em prova, no início
Com o mar ao lado
A "dois passos" da Meta
Com uma companheira de quase toda a 2ª metade da prova
E depois da minha Meta, fotografar os Maratonistas
Campeões vencedores
Sorriso bonito... que gostei de captar


Fernando Sousa, de gatas, a fingir que está a fingir, já depois de ter terminado a sua Maratona


Fotos da 8ª Maratona do Porto, no site da AMMA - Atletismo Magazine Modalidades Amadoras, no site Correr por Prazer, e ainda em Marathon Photos, podendo-se pesquisar por número de dorsal







"E ela, pá?"
"Ela pá, diz que vai correr os 42.195 metros da 9ª Maratona do Porto, lá para o fim de Outubro de 2012"
"A sério?! Isso não passam de promessas, pá!"

"Promessas, pá" - pensa ela. Sim, são promessas! Que cumprir-se-ão ou não. Dois caminhos, duas possibilidades. Uma escolha. Simples. Como tudo na Vida.

9 comentários:

horticasa disse...

Linda!...
Vais conseguir sim senhor.
bj eugénia

Anónimo disse...

Querida prima Ana,

As tuas palavras são as minhas. A Maratona do Porto é uma prova fantástica e não fosse na véspera o ter de estar na fila para levantar os dorsais diria que tinha sido 5 estrelas...ficou-se pelas 4,9.
Mas não é só a Maratona do Porto que merece os parabéns, tu também. Muito boa gente se devia ajoelhar a teus pés...como eu o fiz após a maratona e como bem retrata a foto aqui exposta...qual cansaço qual coisa nenhuma...

Bjs.
Fernando Sousa

bluewater68 disse...

Bom dia Ana.
Uma nota para a grande diferença de tempo entre o vencedor e a vencedora (2:09 para 2:41), o que poderá revelar que a prova não atraiu as 'grandes corredoras'.
Uma vez mais os parabéns por toda a organização, onde ainda houve tempo para saborear 15Km de corrida nessa bela cidade. Venham mais treinos, que esse desejo de cumprir a prova raínha do atletismo será cumprido sem espinhas. Outra nota para o facto dos fotógrafos terem ido todos para o Porto :) Por mais que procure, não consigo encontrar link de quem tenha estado a tirar fotos nas X Milhas do Guadiana.
Encontramo-nos na meia-maratona de Lisboa?

Sergio disse...

Ana,
Parabéns pela sua prova e pelo esforço de organizar esse grupo que foi de Lisboa ao Porto para correr a maratona! Deu vontade de participar um dia... em tudo me pareceu bem organizada. Estamos com metas parecidas, embora já esteja me preocupando que o tempo no estaleiro prejudique minha preparação para a Maratona em 2012, que por aqui é em Julho.
bjs
Sergio
corredorfeliz.blogspot.com

Jorge Branco disse...

Quem sabe se em 2012 estarei no Porto a correr a minha primeira maratona no século vinte e um!

PFernandes disse...

Amiga Ana,

É sempre com grande prazer que pratico a corrida e também faço uns bonecos...
...quando para além disso consigo melhorar os meus tempos, então é ouro sobre azul - ou não estivessemos no Porto (48m35s aos 10km e 1h15m aos 15km)!

Obrigada pelas excelentes crónicas, é sempre um prazer recordar as aventuras partilhadas, mas também não o é menos, e apesar de por vezes não termos estado presentes, sentir e viver como se lá tivessemos estado... e sentir vontade de voltar... e de experienciar...

Foi bonito o fds e a partilha entre os atletas, que são antes de tudo, seres humanos e amigos. Para o ano lá estaremos... na Maratona!

bjs, Paulo

Henriqueta Solipa disse...

Ana claro que vais conseguir isso!

Espero em 2012 ´poder-te fazer companhia...

Beijinhos e tudo a correr bem ;)

Filipe Fidalgo disse...

Olá, Ana.
Mais uma vez, pois nunca é demais, obrigado por todo o esforço para que nada ficasse em falta no Porto, todos os atletas te devem uma enorme palavra de apreço e gratidão.
Parabéns pela Prova dos 15km, pois éo primeiro passo para os 42 do ano que vem.

beijinho.
Filipe Fidalgo

Milton disse...

Olá Ana!
De facto merece correr esta maratona. Ou qualquer outra.
Sendo a prova rainha de uma modalidade que tanto honras, seria o corolário de anos de dedicação bem visíveis aqui no teu website.
Permita-me somente que discorde quando refere que existem "corredores envergonhados" que preferem correr no estrangeiro.
A verdade é que a maratona é uma prova de emoções fortes. Onde todos os corredores merecem uma envolvente de excelência. Desde um público que apoie do primeiro ao último quilómetro, até a uma organização que não deixe absolutamente nada ao acaso. A Maratona do Porto parece ser aquela que, de longe, parece reunir as melhores condições em Portugal. Porque em outras são frequentes as histórias de maratonistas insultados e "buzinados" por automobilistas frustrados pelo facto de o trânsito estar cortado. Ou então fazerem-se maratonas em ruas despidas de gente e entusiasmo.
Uma maratona é uma prova psicológica. E sentir o apoio de anónimos não tem preço.
E infelizmente a grande maioria das pessoas no nosso país ainda não percebe a beleza e a humanidade que está por trás desta prova. Daí que prefira correr fora de Portugal. Felizmente tenho a possibilidade de o fazer. Sendo certo que um dia quero muito completar esta prova especial no meu país.
Um abraço,
Milton
http://runningroutes.blogspot.com/