Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 9 de maio de 2011

V Grande Prémio Quinta da Princesa

V Grande Prémio Quinta da Princesa

Organizado pelo Grupo Desportivo Cultural e Recreativo da Quinta da Princesa e apoiado pela Câmara Municipal do Seixal, Junta de Freguesia da Amora e comércio local, decorreu ontem, 8 de Maio de 2011, na Quinta da Princesa, o V Grande Prémio de Atletismo da Quinta da Princesa.

Num dos bairros considerado dos mais problemáticos do Distrito de Setúbal, a prova vem demonstrar que a maioria da população do bairro é constituída por trabalhadores ( existindo mesmo instituições de apoio aos jovens, numa luta constante contra o abandono escolar e que luta igualmente pela dinamização do bairro), e que a má fama que o bairro alcançou, sendo mesmo considerado um pólo de tráfico de droga no concelho do Seixal, não pode generalizar os seus residentes.

Alheios a tudo isto, poética e liricamente estiveram nas sete quintas - expressão utilizada para significar que se está bem, contente e feliz, expressão essa com origem no facto dos reis de Portugal precisamente naquela e outras quintas da região descansarem e se distraírem das suas vidas difíceis - e compareceram nesta corrida de inscrição gratuita, várias dezenas de atletas, divididos em provas para os mais jovens e a prova principal que se anunciava de 8,5 km.

Inserida no XXIV Troféu de Atletismo da C.M.Seixal e nos Jogos do Seixal, a prova contou com pórtico insuflável na Meta, "speaker", abastecimento de água a meio da prova principal e no final, troféus por classificação, quer colectiva, quer individual por escalões.

Num percurso bem marcado, com trânsito apenas condicionado, a prova sai do bairro, leva os atletas a atravessarem a Nacional 10 e fazerem um incursão na estrada da Fonte da Telha. Uma pequena volta e o regresso é feito na sua generalidade pelo mesmo caminho.

Sem grandes pretensões e nenhum mediatismo, a prova simplesmente cumpre ao que se propõe: levar a Corrida a todos, objectivo esse alcançado pelo trabalho árduo e silencioso dos vários clubes do concelho, que resistem a todas as dificuldades e mantêm um trabalho indispensável em prol da Corrida e das populações em geral, proporcionando alternativas de vida, e sempre, uma melhor qualidade de vida dos indivíduos, o que se torna de maior importância ainda quando se trata de escalões jovens, com quem estes clubes trabalham na sua maioria. Ainda assim, a afluência dos jovens não foi tanta quanto se poderia desejar. No entanto, tudo o que foi feito nesta manhã, é de extrema importância e muito positivo.

Por tudo isto, está o Grupo Desportivo Cultural e Recreativo da Quinta da Princesa de parabéns.

Ana Pereira


A minha Corrida

E eu fui lá correr. Bem que me apetecia fazer um treino longo e lento, que era o que eu precisava, até porque ainda está na minha agenda a Meia Maratona do Douro Vinhateiro, mas um pingo de decência sobrepôs-se a um egoísmo natural, e lá fui representar o clube a pedido deste.

Valeu pela companhia do António. Pelas conversa que tivemos em plena prova (enquanto consegui falar, depois foi só ouvir). Valeu pelo ritmo que consegui manter até ao fim. Valeu por outros amigos que encontrei. Valeu pelo suor. Valeu pelos sons que me rodearam. Valeu pela música que a Margem Sul sempre me murmura ao ouvido quando lá vou. Valeu por... Valeu por tudo e valeu porque sim! Porque Correr vale a pena e porque Viver vale a pena!

E temos mais dias para treinar. Longos e lentos. Embora para a Meia, o tempo já se esgotou, mas ainda assim, conto lá estar.


Na prova de ontem, aqueci durante 2 km num ritmo bem lento e depois

corri 8,110 Km, em 43:11 média de 5:19 / Km

Algumas imagens:

No aquecimento, com amigos:
E sozinha, porque Correr é na sua essência, sempre um acto solitário e individual:
A Partida:Ainda a Partida, onde é notória a subida com que a prova começava:
Quase na Meta, com o meu amigo António, que sempre me acompanhou, porque Correr é também um acto de companheirismo e de partilha, de que a amizade se alimenta e solidifica:Lançados na descida para a Meta:
E já depois da Meta cortada:
Com António Melro, meu fotógrafo, meu companheiro, meu amigo, meu pai:
Cerca de 300 fotos do V Grande Prémio Quinta da Princesa na AMMA - Atletismo Magazine Modalidades Amadoras

5 comentários:

horticasa disse...

Com bom ritmo, lá vais conquistando terreno.
Muito bom tempo.
Beijinho eugénia

.JOSÉ LOPES disse...

Olá Ana

De corrida em corrida lá vai ganhando o ritmo necessário para enfrentar diversas distâncias

Estas corridas de bairro embora pequenas para a maioria das pessoas, dizem muito às pessoas que as organizam e aos moradores da zona.

Dia 22 de Maio também irei participar numa corrida de bairro o G.P. das Patameiras e Odivelas que fica perto de onde moro.

Um bj
J.Lopes

CANELAFINA disse...

Oi
Bela iniciativa a corrida com os jovens carentes. A corrida se insere muito bem nestes ambientes, resgatando a auto estima das pessoas.
Estarei torcendo por voce na meia maratona, boa sorte. eduardo. Pelotas, Rio Grande do sul , Brasil

Carlos Lopes disse...

Olá Ana
Parabens por mais esta prova....

Jorge Branco disse...

Posso comentar que a Princesa correu na Quinta?