Pesquisar neste blogue

domingo, 10 de abril de 2011

A 6ª Corrida do Benfica

Aconteceu hoje a 6ª Corrida do Benfica. Correram e caminharam milhares de indivíduos, entre atletas de gabarito, atletas de pelotão, onde teimosamente me incluo, caminheiros e uma espécie de atletas-turistas, expressão com que designo os que correm meia dúzia de vezes por ano, em eventos mediáticos e grandiosos como é o caso desta "nova" corrida que vai na sua 6ª edição.

Organizada pelo S.L.Benfica, com passagem no interior do Estádio da Luz, bem ao lado do relvado principal, é uma corrida popular e apelativa. Não fosse o SLB o maior clube de Portugal (em número de adeptos, que outras considerações deixo-as para quem sabe ou pensa que sabe) e a adesão é de milhares. Quantos não sabemos, pois é informação não disponibilizada até esta hora, mas acredita-se que não tenha estado longe do limite admitido: 10.000. Nem mesmo o custo pouco acessível da inscrição demoveu a multidão.

Prémio de participação: 1 t-shirt Adidas

A animação era excelente, houve prova para Cadeiras de Rodas, percurso sem trânsito, bem marcado e com 2 abundantes abastecimentos de água. No final água e bebida isotónica.

Evento criado para as massas e as massas aderiram. A cidade de Lisboa abriu as suas ruas ao povo e o povo aderiu. Não houve cão ou gato que não corresse, e eu também fui um deles.

Nada a assinalar de evidência especialmente negativa. A organização esteve bem e recomenda-se. Na véspera houve provas para os mais jovens e parece ver-se o S.L. Benfica a apostar um bocadinho no Atletismo, o que é de salientar e valorizar.

Pela grandiosidade do evento, no dia da prova não houve entrega de dorsais, o que foi feito nos dias antecedentes, com toda a organização e eficiência devida.

Muitos Parabéns ao SLB e muitos anos de vida para manter esta corrida se faz favor. Evento que cativa e desta forma, chama, motiva, promove e desenvolve.

Ana Pereira


A prova da Maria

Ai... a prova da Maria....

A Maria fez duas provas. Os primeiros 5 Km a galgar aslfalto, em ritmos de 5 a 5:30 /Km, e os últimos 5 Km, em ritmos de 6 a 6:30 / Km. Acham isto normal? Eu não!

De qualquer forma, ela gostou da prova de uma forma geral. Deu-se ao luxo de partir exactamente na linha do fim da partida para os 10 Km e assim que pisou o risco da Partida, foi sempre a correr até à Meta. Gostou de fazer as curvas da estrada pelo lado de fora, quando o grosso do pelotão passava passeios cortando caminho. Observar a massa humana a correr é engraçado. Depois dessa curva que ela fez bem por fora, foi-se juntar à moldura humana engrossando-a. Muita gente, mas ela pode sempre correr. Tinha-se posicionado atrás pelo que não empatava ninguém e ninguém a empatava a ela. O Posicionamento na linha de Partida coerente com o nível atlético que temos, é coisa que devia de ser obrigatória, mas muitos ignoram.

Gostou de entrar no estádio e de correr ao lado do relvado por breves minutos, para logo sair. Sensivelmente a meio da prova houve uma quebra, que o desnível disfarçado do percurso só ajudou, e começou a correr não sem alguma dificuldade. Uma quebra significativa no ritmo e passou a manter o "novo" ritmo. Sempre rodeada de gente, lá chegou à meta.

Para os 10 km, marcava o seu cronómetro 58m45s.

Bebe sofregamente a garrafa de água pois apesar dos excelentes 2 abastecimentos durante a prova, o calor apertava, recusa a bebida isotónica e se pensou que o facto de honestamente lá deixar a garrafa de bebida isotónica intacta, dizendo mesmo que a dispensava, lhe daria direito a uma 2ª garrafa de água, enganou-se! Redondamente. Nem mesmo quando disse: "...mas não levo isso..." lhe deram mais água: "- Não leva porque não quer, é 1 água e 1 destas" - Não reclamou como é evidente. Muito menos retirou à força, ou chamou "querido" ao rapaz. Limitou-se a agradecer. Há que haver para todos, está certo. Mas não gostou. Não gostou mesmo nada. Se isso teve alguma influência no mal estar que passou em casa já depois do banho, não sabemos. Nem à organização interessa. Mas o que deveria interessar é que é fundamental saber incutir a TODOS os envolvidos que fazem parte da Organização, a responsabilidade dos seus actos e palavras. Difícil? É, certamente.

Não será por isso que deixará de participar ainda outra vez já para o ano. Ou talvez não... não se sabe.

Maria Sem Frio Nem Casa

Imagens:

O Melro com o Estádio da Luz ao fundo, onde dali a horas, os milhares de participantes cortariam a meta:
Antes da Partida com o meu amigo Zé Gaspar da AMMA, que através da câmara, semanalmente contribui para captar momentos que nós, aqueles que correm por prazer em lutas silenciosas connosco mesmos, tanto gostamos de viver, e mais tarde recordar.
A partida:A avenida completamente cheia pelos milhares de participantes:
Quando ainda muitos partiam, já a frente da corrida se perdia lá à frente no horizonte:
Poucos metros para chegar à meta, literalmente "sem cabeça" e "sem pernas" (ou pelo menos não por completo como demonstra a foto), pela má gestão do esforço ao longo dos 10 Km da prova:Prova acabada, contente e feliz a ostentar a medalha mais bonita do mundo - só (?) porque é do meu glorioso BENFICA e eu também:
Milhares de fotos da 6ª Corrida do Benfica, no site da AMMA - Atletismo Magazine Modalidades Amadoras

6 comentários:

.JOSÉ LOPES disse...

Parabéns Ana por mais uma participação desta vez numa prova de 10 km.

A análise da organização da prova é que deve ter algo de tendencioso visto ser do Benfica :))))

Continue a correr

Bjs
J.Lopes

Ana G. disse...

Parabéns, o tempo de 58 minutos para 10 km não é mal: em casa de 5min/km :-))
E com tanta gente não é fácil apanhar o ritmo desejado...
É uma pena isso com água, que é a coisa o mais importante no fim da corrida, e uma garrafa realmente não é suficiente.

S* disse...

Mas que bela iniciativa.

Sergio disse...

Ana,
Uma bela festa essa! Não sabia que o Sporting é o maior clube de Portugal he he Parabéns pelo resultado! O tempo me pareceu bom, considerando que o ritmo acabou por sair forte demais na primeira metade...
beijos do Brasil,
Sergio
corredorfeliz.blogspot.com

BTT-ELECTRO BRANCO disse...

ola td bem?adorei o seu blog,por acaso apareço em grande plano numa foto com o nº1112.lol.obrigado.

elis disse...

oi, ana!!!

parabéns, por mais essa conquista!

acho tão difícil isso de dosar o esforço! encontrar o ritmo ideal, que nos faça correr bem na primeira metade da prova, sem gastar todo o fôlego, ou poupá-lo demais, e não ficar no final aquela sensação: "ai, se eu tivesse puxado um pouco mais no começo teria melhorado meu tempo" rssss
eu prefiro começar mais forte, ainda que tenha que reconhecer, lá pelo km6, que o motor começa a falhar rssssss

uma organizadora de provas aqui de são paulo faz a separação na largada por ritmo! isso é muito bom!

racionar água na chegada, nunca vi! que absurdo!
já vi racionarem o isotônico, mas água, não! talvez eles tenham calculado mal o número de participantes, e ficaram com receio de não ter água para todos...

as fotos estão lindas! um sorriso que dá gosto ver;)

bjs