Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 20 de agosto de 2007

A motivação que existe dentro de nós nem sempre é suficiente, e muitas vezes (não será sempre?) sofremos influências (quer positivas quer negativas) de factores externos com intensidade mais ou menos intensa, que podem tornar essa influência absolutamente decisiva.

Hoje, a Lénia com um comentário seu na minha mensagem anterior, e a nossa amiga Jackeline a lembrar-nos no seu blog apenas(?) 10 razões para correr, fizeram-me de facto, levantar o rabo preguiçoso da cadeira e...recomeçar.

Agarrei de novo o cavalo (ou era o comboio?). Obrigada Lénia!



Bem, acho que vou a cavalo até alcançar o comboio e vou ter de saltar lá para dentro em pleno andamento.
Não vai ser fácil. Mas depois desta paragem de sete dias, por greve do pessoal, a máquina quer recuperar os dias perdidos (nunca se recupera…) e o meu cavalinho anda, mas anda com calma.

1h30m de corrida contínua contra moinhos de vento. Ou era mesmo só vento? Até fiquei tonta...

"... as fortes rajadas de vento que assolam o país ameaçam a queda de árvores e o desaparecimento de criaturas de peso pluma..."

Bolas! Vento! Vento! E mais vento! Que raio de coisa! Ainda bem que peso 60 quilos, se assim não fosse, muito provavelmente a esta hora andava por aí a sobrevoar Lisboa ou o Oceano Atlântico…

2 comentários:

Jackelyne disse...

Oi Aninha...
Fico feliz que tenha se animado a voltar a correr...
Realmente, as vezes, mesmo nós, "viciados em corrida", nos deparamos com algumas sitações, ou até mesmo preguiça e quando vemos, o tempo já passou a nós ficamos parado no ponto...
Agora é não desanimar.... e lembrar que para nós, existem muito mais que 10 razões para corrermos...

Deixa eu aproveitar e lhe perguntar uma coisa... vc já participou daquela meia maratona de Lisboa, que uma parte do percurso é em cima de uma ponte maravilhosa de linda????

bjs

Anónimo disse...

Cara Ana, faltam dois meses para nos encontrarmos em mais uma maratona.

Beijinhos e bons treinos