Pesquisar neste blogue

domingo, 22 de julho de 2007

Fim de Semana. Por onde andei...

Sábado 21 de Julho: muito longe de casa, umas braçadas na piscina, e muitos quilómetros... mas foi de carro!

Domingo 22 de Julho, já na minha terra, apenas uma cidade com cerca de 31 100 habitantes e onde acabaram de fechar o SAP, fiz 50 minutos de corrida contínua.

Entretanto, aqui fica mais um pedaço de Portugal que tive o gosto de conhecer no sábado:
Vila Ruiva, concelho de Fornos de Algodres, distrito da Guarda. O número de habitantes não chega a duas centenas. (sim, centenas! 200!)

As pessoas cumprimentam-nos. Sorriem-nos. Quem lá passa uma semana, deixa amigos. Conversas abertas onde se contaram estórias de vidas e sorrisos. Até uma lágrima no canto de uns olhos cansados, também. A saudade dos que partiram. A alegria quando os familiares voltam nas férias. Simplicidade e franqueza estampadas nos rostos.

O carro que traz peixe e outros bens para vender, liga o altifalante a anunciar a sua chegada.

A escola primária que fechou o ano passado.

Não sei porque o sino da igreja não toca. O sol vai alto e o meio dia é assinalado por doze badaladas que saem de uma gravação aos berros de um altifalante.

Só lá estive umas escassas cinco horas, o suficiente para trazer a vontade de voltar.

O sino:
Uma das várias fontes:

O meu pai e um carro carregado de erva para os animais:
O Forno comunitário e sua chaminé... fechado agora:


Os cães:
Os cães, e o medo vencido pela fome, diante de um pedaço de pão:
Uma capela, fechada também, mas bem estimada por fora:

Casas que já tiveram vida e onde hoje só se ouvem as pedras e o miar de um gato que ali se recolheu:Uma outra fonte:
As ameixas em cacho:

Os meus queridos pais:

E não sabia que o meu amigo Fernando Sousa tinha lá uma casa:

As ruas por onde andei:

E o luxo, onde se pode verdadeiramente descansar: A quem puder, e procurar conforto no meio do rural, descanso e o bom ar das serras: aconselho vivamente.

4 comentários:

Anónimo disse...

Ana, que belo fim de semana né? Julgo que valeu muito mais do que ir a uma corrida qualquer por aí.

Parece-me que a tua forma, ou melhor formas estão a melhorar. Nem pergunto se a água da piscina era ou não aquecida pois se não o era, rapidamente ficou a ferver.

Ana, não sabias que eu tinha lá casa? Para a próxima podes lá ficar uns tempos para saborear melhor a serenidade, a pureza da terra. Para treinarmos parece não existir nada melhor... talvez apenas ter um pouco de atenção ao "melhor amigo do homem" não esteja ele com um pouco de fome.

E essa "outra fonte" bem gira né?
Apetece logo beber um pouco dela...

Não te percas, não te distraias, nada de preguiça...treina!

Beijinhos

Fernando Sousa

Lénia disse...

Oi Ana,

Que rico fim-de-semana!

Como tenho saudades de uma bela Serra, e desses ares...

Ainda pensei em ver-te no sábado passado em Sto André, na corrida. Mas fica para a próxima, não é?

Conheci a Ana Paula e revi algumas caras. Mas parece que tu é q te divertiste a valer.

Beijo,
Lénia

ana pinto disse...

Olá Ana

Obrigada pelas palavras de incentivo que deixaste no meu blog.

Queria fazer a Meia de S. Jo9ão, sim. Há muito tempo que isso faz parte dos meus projectos. Sabes, deixei, propriamente, de fazer planos, mas de vez em quando, vou imagiando isto e aquilo. Não tanto por mim, mas pelo que isso representa se conseguir concretizar.

Um beijinho
Paula

(Que achaste da obra de arte?)

TOTO disse...

hora ben;
nos podemos ir para longe da térra mas ficamos sempre com as ideias nada térra, un dia, un ano voltaremos, mas que alégria, nâo é;
boa continuaçâo;
bélas photos.

antoine