Pesquisar neste blogue

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Os Treinos no Monte, A Rapariga, Homens e Ratos

Estavam todos debruçados sobre ele. Incidiam a luz forte dos frontais no solo formando um pequeno círculo. Meio dobrados, mãos nos joelhos, observavam algo em silêncio. Ela, que vinha cá mais atrás, ao vê-los assim, adivinhou que haveria algo interessante para observar. Um rato! Alguém exclama. Ai um rato não. Grita alguém assustada. Oh…um ratinho do campo. Exclama ela. Primeiro o animal andava também numa espécie de círculos, ofuscado pelas luzes, assustado, esquivo, nervoso. Afinal, quem não tem medo do desconhecido? De situações novas e novos desafios? Depois aconchegou-se encostado a uma pedra e deixou-se ficar assim por instantes, julgando-se seguro pois a sua pelagem confundia-se com a própria pedra, sobressaindo apenas os seus olhinhos redondos brilhantes num piscar contínuo, fixando ora um rosto ora outro, em movimentos oculares rápidos e nervosos. E assim ficou, quietinho, apenas mexendo os pequenos olhinhos. Depois, com todo o respeito merecido e com a suavidade da seda alguém o tocou com a ponta de uma erva, e o ratinho, agora sem medo, com toda a coragem do mundo, ergueu-se e subiu a pedra num passinho rápido mostrando o seu corpo, a caudinha perfeita e bela, e por um instante, corajoso, parou, virou-se para ela, assumindo-se, mostrando-se como um livro aberto, sem medo de ser ele próprio, com as suas forças e fraquezas,  e enfrentando-a a ela assim como a todos os outros, olhou-a pela última vez, piscou-lhe o olho, e seguiu com a coragem de um Homem.

Eles, levantaram-se todos, alguns já tinham mesmo seguido, desinteressados de lições esquecidas, e retomaram o treino.

É assim treinar no Monte às cinco e meia da manhã, entre homens e ratos.



E foi assim hoje. Quatro gaiatas e seis gaiatos enfrentaram a noite especialmente escura e foram não para o Monte mas para a Mata. Do Paraíso esta, e entre trilhos e rampas, a conversar muito e a recordar quedas aparatosas de que hoje se riem, foi um treino muito animado e agradável! Percorreram 9,5  Km e demoraram  1h13m. No final, reuniram-se todos no Jardim da Flamenga e tomaram chá quente acompanhado de bolachas. São assim os treinos no Monte. Vens para o próximo?

2 comentários:

Zen disse...

Belos treinos Ana!

Força.

Beijinho

ajb disse...

Coitado do bicho...vós é que lhe invadiram o quintal de diversão ! eheheh...

E onde fica esse monte ?? se calhar é longe daqui ! :)

Boa continuação de treinos fortes.

bjs
Artur