Pesquisar neste blogue

terça-feira, 6 de março de 2012

Adoro cãezinhos...

Ir a correr, no meu treino já noite escura, num percurso no meio de vivendas para fugir ao intenso trânsito, e ser surpreendida por uma voz grossa de homem a gritar vigorosa e repetidamente pelo Tobias, Tomás, Tomé, Timóteo, Tiago, Teófilo, Teodoro, Teotónio, Telmo, ou outra coisa qualquer começado por "T", virar-me e ver o vulto de um canídeo a correr direitinho a mim como uma flecha, a mostrar a sua melhor dentição, e ver diminuir a distância entre mim e ele, a 100 à hora, e ficar a escassos metros e a escassos segundos de sentir os fortes dentes do Tobias, Tomás, Tomé, Timóteo, Tiago, Teófilo, Teodoro, Teotónio, Telmo ou outra coisa qualquer, nos meus tornozelos, como se ele fosse o caçador e eu a presa em tentativa falhada de fuga, não é das melhores experiências que se possa ter.

Senti medo. Pensei "é hoje!". Mas depois, num ímpeto de coragem, força e conhecimentos retirados de muitos episódios vistos e revistos do "Encantador de Cães", parei e de frente para ele enfrentando-o, num acto de heroísmo quase inconsciente, levanto o braço e num tom de voz forte e seguro (nem sei como consegui), ordeno: "Ei! Não! Não! - (supondo que qualquer dono usa essa palavra para repreender o animal de qualquer coisa que ele esteja a fazer e com isso o obrigue a parar) - Para trás, vai embora!" - e acompanho as palavras com o gesto de o mandar embora.

A minha sorte é que o animal era um Beagle, e obediente e submisso, parou a menos de 1 metro de mim, olhou-me de frente com um olhar doce e, também (ou apenas, mas deixem-me pensar que eu também tive influência nisso) pelo chamamento do dono, saiu em retirada.

Agora até me rio do "perigo" que corri, mas na altura, não achei graça nenhuma...

Treino: 8 Km em 50m37s, média de 6:19 / Km

13 comentários:

Jorge Branco disse...

Ainda hoje me sairão á perna dois buldogues!
Há aqui uma casa agrícola, daquelas do tempo da monarquia, que tem uns cães muito “simpáticos”.
Volta e meia lá andam soltos, hoje saíram disparados de um portão, primeiro um depois o outro parecia a cavalaria pesada!
Esta maneira de lidar com os cães pondo em perigo a segurança das pessoas denota uma total falta de respeito!
A minha “técnica” nestas situações é parar imediatamente e olhar o animal de frente aguardando que ele se vá embora para voltar a correr.
Tem dado resultado mas já apanhei grandes sustos.
Hoje os cães ladram e retiram-se outra vez para dentro do portão e eu lá liguei o GPS e acabei os metros finais do treino.
Vou ter de escrever aos donos destes animais a explicar-lhes que está não é uma conduta civilizada, alem de ser punida pela lei.

Corre como uma menina disse...

Eu aposto em Tobias para o nome do cão! :)
Gosto muito de cães e não costumo ter medo, embora às vezes seja obrigada a passar por eles à distância de uma dentada e fico um bocado alerta.
O que me irrita mais, quando corro, é os donos terem daquelas trelas que esticam e encolhem lol(não sei como explicar melhor, mas acho que sabes o que é!)e estão com elas demasiado folgadas, a ocupar o passeio TODO, o dono de um lado e o cão do outro. E eu fico ali indecisa se devo saltar por cima da trela, qual 100 metros barreira. E que tal darem um jeitinho? Não custa nada. Obrigada.
:)

Beijinhos**

Vera, a Loira disse...

Não era o Sebastião, não??? Não.

JoaoLima disse...

Imagino o susto! Felizmente uma dessas ainda não me aconteceu, apenas aqueles cães irritantes que ladram à volta das pernas mas sem intenção de morder, só chatear.
Mas já aprendi hoje uma técnica para o caso de me aparecer uma fera à frente! Obrigado.

Beijinhos

Jorge Branco disse...

Nota:
Eu também gosto muito de cães!
Não gosto é de muitos dos donos dos cães!
E medo sim, tenho e muito!
Claro que depende do cão mas há alguns que não são para brincadeiras mesmo!
Evidentemente que não estou a falar de "lulus" passeados pela trela!

elis disse...

o Encantador de Cães a nos salvar nas mais diversas situações! queria que ele viesse fazer um estágio aqui em casa, para me ajudar a mostrar ao meu pequeno, ranzinza e dentuço yorkshire quem é que manda no pedaço rsssssss

já levei susto de cachorro durante meus treinos, e sei bem como é assustadora essa situação! já cheguei a correr com petiscos pra cachorro, na tentativa de apaziguar alguns viralatas mais metidos! kkkkkkkkkk

gostei de sua atitude, Ana!
corajosa;)

bjks

Luna Leve disse...

Oh God....detesto e tenho tanto medo!!! E na minha aldeia há tanto cão que me assuto só com o seu ladrar do lado de lá dos muros perante os meus passitos de corrida. Uf!!!

Nunca tive nenhum episódeo como teu mas julgo que não teria o sangue frio para parar, mas sim sangue quente na guelra para fugir!!!!

beijos e bons treinos!!! Tenho-te acompanhado e estás no bom caminho! beijinhos

Pedro Carvalho disse...

Á uns treinos atrás tive uma experiência parecida mas com um Pastor Alemão. Nem parei. Ele acabou por ir embora já com o meu companheiro de treino quase a amarinhar um poste de luz. ;)
Acho que aquela máxima que os cães pressentem quem tem medo deles é verídica. Uma outra vez, um "espécime" de menor porte também veio na nossa direcção e foi direitinho ao meu parceiro ignorando-me completamente. Neste caso ainda entraram em contacto, apesar de ligeiro.
No entanto parece-me que é mais falta de hábito dos "canídeos" em relação á malta que corre. E parece-me mais instinto de brincadeira que maldade.
Mas que assusta, assusta. É com cada cagaço...
E quando passamos por casas ou terrenos, vedados claro, e nos aparece do nada um bicho a ladrar aos ouvidos? :-D

Boas corridas...

horticasa disse...

Se fosse eu, acho que morria só com o susto...
Tenho pavor de cães!! Ai! só de pensar já fico com arritmia.
beijinho

Bluewater68 disse...

Ana, eu acho que deixei de correr em Olhão por causa dos cães. É uma cidade onde a quantidade de cães abandonados é enorme e por isso, correr na rua é uma aventura. De vez em quando, lá vem um armado em mau, coisa que nos obriga a parar e atrapalha o treino. E se os cães metem respeito ao corredor, o que dizer sobre o ciclista, que parece atiçar todos os cães com que se cruza.
A questão é esta: uma pessoa pode ser mordida. Não morrerá disso, mas ficará com uma ferida na perna que provavelmente a irá obrigar a parar vários dias nos treinos. Além desse inconveniente, no caso dos cães vadios, vai-se processar quem? A CM que nem tem dinheiro para pagar aos fonecedores, através de uma justiça lenta, ineficaz e difícil de entender?

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Obrigada a todos.

E para todos deixem-me dizer: Por norma, os donos são sempre piores que os cães. Ou no mínimo os cães são o reflexo dos donos (eu tenho uma Golden Retriever, meiguinha e pateta, de uma bondade e ingenuidade aflitiva, em tudo e todos que encontra, julga ter um amigo...e já teve alguns dissabores por causa disso, mas vai aprendendo devagarinho). O dono deve tomar todas as precauções para o seu cão não incomodar e muito menos provocar estragos a terceiros. O respeito pela liberdade dos outros, é o que falha na maioria dos casos.

Jorge: a minha técnica funcionou mas atenção que era um Beagle, por norma uma raça de cão dócil mas que não resiste a uma perseguição a uma presa peça de caça, que era o que eu fui para ele... se me tivesse aparecido um Bulldog em fúria direito a mim, acho que ficava sem pingo de sangue...

Menina que corre como aquilo que é: Acho que era mesmo Tobias :) E sim, conheço muito bem essas trelas :) E vens ao meu encontro: o problema não são os cães mas a falta de respeito dos donos pelos outros seres humanos;

Vera: não, tenho a certeza que começava por "T"... tem destas coisas o meu cérebro: decorei a 1ª letra da palavra...

João Lima: atenção João, como diz o Encantador de Cães: "Não tente estas técnicas em casa sem a presença de um profissional/especialista" eh eh, mas é mesmo isso, o cão é um animal, que age basicamente por instinto, e nunca sabemos como vai reagir. Uma coisa é certa, não lhe devemos nunca virar as costas e muito menos virar as costas e correr (fugir), só estaremos a incentivá-lo a perseguir-nos. Enfrentá-lo de frente, não mostrar medo e mostrar segurança, mandando-o embora, às vezes até simular o apanhar-se uma pedra do chão e o arremesso da mesma, mesmo só a fingir, assusta o bicho e fá-lo fugir

Elis...pois acho que tive alguma coragem, mas isto é daquelas coisas: "a gente" no momento tem de reagir, e nem se pensa: reage!

Luna Leve: pois, passar junto às casas e jardins e "saltar-nos" um bicho a ladrar-nos aos ouvidos, mesmo do outro lado do muro ou cerca, assusta e muitas vezes penso: e se o portão estiver aberto e o bicho sai? Por norma evito zonas de vivendas, mas desta vez calhou. Pois, estou no bom caminho e tu, vais a Mafra aos Sininhos?

Pedro: o Pedro tem sorte, treina acompanhado e sempre há mais uma presa para o canito escolher e pelos vistos tem-se safado. Todo o cuidado é pouco. Eu por norma evito os cães, mas ontem, ele veio ter comigo!

Horticasa, minha amiga, é assustador e pode ser muito mau. Mas nem todos os cães que vêm a correr para nós nos querem mesmo atacar. A maioria é pelo instinto animal de perseguir tudo o que se movimenta;

Bluewater: para além de processar alguém e ser ou não reembolsado, o mais grave ainda acho que é o facto da mordedura de um animal vadio poder até ser muito grave, pelas doenças que pode transmitir, e se for um cão grande e se este nos quiser mesmo atacar (porque simplesmente nos confunde com uma presa, ou porque lhe parecemos ameaçador, ou ainda porque estamos a invadir e ameaçar um espaço que ele entende como seu) pode ser mesmo muito grave em termos de ferimentos.

A todos, o meu obrigada por terem também partilhado as vossas experiências e opiniões.

S* disse...

ahahah Isso é que foi um susto!

.JOSÉ LOPES disse...

Olá Ana
O cão podia chamar-se Tobias, mas não era o meu:):)
Pois o meu cão tem esse nome.
Já me aconteceu isso várias veze de virem cães a correr atrás de mim, paro sempre.
Só não parei uma vez, num episódio com um cão muito pequeno, pensei "não vale a pena parar", não é que ele continuou atrás de mim e ferrou os seus pequenos dentes na perna, voltei atrás e ainda refilei com o dono que estava a ver a cena.:):)
bjs
J.Lopes