Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Treinos e Retratos


Instituiu-se que devemos sorrir para os retratos. Como que a mostrar que o exacto instante da circunstância casual que a fotografia congela no tempo e regista imutável, não fosse mais que a constância da nossa felicidade e alegria permanente.

Hoje fui treinar. Sem pai nem mãe, namorado, filho ou cão, amigo ou paparazi que registasse o momento numa imagem fotográfica.

Nem por isso deixei de sorrir. Corri o risco de parecer uma maluquinha mas fartei-me de sorrir, ofereci sorrisos aos carros que passavam e seus ocupantes, ofereci sorrisos às aves, ofereci sorrisos às abelhas e outros insectos, ofereci sorrisos aos cavalos que pastavam, ofereci sorrisos ao Sol e ao vento, ofereci sorrisos à Vida! E se houve os que pareceram ignorar-me, a Vida, essa, sorriu para mim!

Corri 8,260 Km em 48:00, média de 5:48 / Km num percurso em asfalto com subidas e descidas, que eu gosto!

Até amanhã querido diário e um grande Sorriso para ti que me lês!

10 comentários:

Novais disse...

Quando se vai treinar com esse espírito, oferecendo sorrisos a nós próprios e a quem passe vai valer a pena correr sem ter na mente quando vamos terminar.
Continuação de bons treinos e de muitos sorrisos.

elis disse...

:)

muitas vezes corro assim também, com um sorriso largo no rosto... aquele sorriso de satisfação, de realização, de simplesmente ser, que nos toma por inteiro quando estamos correndo;)

bjs

horticasa disse...

Bem faço eu que corro sempre sozinha e com um sorriso no rosto, porque as pessoas são tão parvas, que se calhar se eu fosse com uma cara triste, ainda me mandavam internar...
Olham para mim com uma cara que até parece que estão com cólicas
Coitadas!...
bj eugénia

Jorge Branco disse...

Um sorriso para ti Maria!
São estes pequenos, grandes sorrisos, que nos fazem correr as estradas da vida seja em que condições forem
Obrigado pelo teu blogue, obrigado por existires e iluminares as nossas vidas como teus escritos por onde nunca passa a indiferença!
Beijinhos e sorrisos “Pikena”.

Ingrid disse...

Estou sorrindooo, por te ler assim.
Sabes que adoro sorrir e faço o mesmo e por várias vezes me deparei comigo mesma sorrindo aleatoriamente.
A alma sorri e a expressão apenas envia o "sinal" da nossa felicidade.
Um beijo ,
Ingrid

Fabi disse...

Oi Ana hoje eu estava assim com um sorriso no rosto e cantando.

Bjs pra ti
Fabi

JH disse...

Olá Ana,

Se bem que nao deixo muitas mensagens vou acompanhando o teu blog, já sabes.
Gosto de ver esta atitude, mais positiva.
Qualquer dia ainda te venho por aí a fazer uma loucura (das de correr já se sabe!).

Bjs
Joao

Pedro Ferreira disse...

"Sorri. Sorri sempre; mesmo que o teu sorriso seja triste...Porque mais triste do
que um sorriso triste, é a tristeza de nao saber sorrir."

Não sei de quem é a frase, mas gosto bastante e penso que se adequa.
Continuação de bons treinos!

Fernando Andrade. disse...

Este é um texto lapidar, Ana.
Sugiro que o emoldure e lhe ponha com a legenda:
"Obrigatório ler quando estiver a ficar chateada".

É destas pequenas coisas que se faz a felicidade e a alegria de viver.
Grande beijinho, Ana
...e faça favor de continuar com este espírito, que até tem a enorme vantagem de ser contagioso.

José Xavier disse...

Olá Ana;

O melhor que temos é que a vida nos sorria.
Com isso poderemos fazer tudo, até as nossas corridas desportivas.

É uma felicidade quando a vida nos sorri, e aproveitar-mos isso é o melhor que temos.

Um abraço dos Xavier's
de malas feitas para férias, quase a caminho de Portugal.