Pesquisar neste blogue

sábado, 12 de setembro de 2009

Desafio: uma Meia em 36 dias

Não se pode renegar o que se é. Se em muitas áreas e situações, espaços e tempos, a pessoa é (isto ou aquilo) consoante as circunstâncias e até consoante a sua maturidade, vontade, estado de espírito, companhia, etc. do momento, já no que no sangue lhe corre, lhe preenche as veias percorrendo-as velozmente e faz bater o coração dando-lhe Vida, segundo após segundo, em permanente e constante cadência incansável, tornando-a na pessoa que é, a isso a pessoa não pode fugir. Não se pode renegar o que se é. Não se pode deixar de ser quem é.

E eu... deixar de correr, (como algumas vezes cheguei a considerar) seria deixar de ser eu. Missão impossível. Absolutamente indissociáveis: eu e a Corrida. Não sem lesar, ferir, sangrar, castrar, punir, mutilar. E isso eu não quero e não vou permitir-me (nem a mim própria sequer ou principalmente) fazer.

Por isso, e para ganhar motivação, proponho-me um desafio:

uma Meia Maratona em 36 dias

Aparenta ser tarefa fácil, se pensarmos que temos 36 dias para correr 21 km, mas não é, se soubermos que o que temos é 36 dias para preparar uma Meia Maratona a ser corrida até ao tempo limite por mim imposto de 2 horas. Difícil? Não é. Fácil? Bem... pelo menos acessível, razoável e sensato, é!

E se mais logo na 33ª Meia de S.João das Lampas, serei "obrigada" a alinhar apenas na Mini/Caminhada, daqui a precisamente 36 dias conto estar na partida da Meia Maratona Sport Zone e até, chegar à meta! Se com mais ou menos de 2 horas, isto só se saberá no dia. E até se aceitam apostas, que poderão ser feitas baseadas nos treinos aqui expostos durante escassos 36 dias...

E hoje, que faltam 36 dias, logo pela manhã levanto-me bem cedo, e enquanto repouso o olhar no sol que nasce todos os dias afinal, apesar de eu raramente assistir a tal maravilha repetida e única, corro lentamente 1 hora seguida. Fiz 1 hora de corrida contínua lenta. Dificuldades? Falaremos delas depois, ou talvez não.

Por agora, despeço-me e

Até mais logo querido diário, depois da S.João das Lampas...

4 comentários:

Carlos disse...

olá Ana,

Não importa o tempo que farás. Importa sim que estarás no meio em que te sentes como peixe na água e nem darás por chegar ao fim. O saber está sempre lá. Só tens que o acordar novamente. Não pensar em 21 km mas sim, passo a passo, metro a metro e disfrutar da corrida e da companhia.
Um abraço
Carlos Coelho

António Almeida disse...

Uma boa "mini" nas Lampas.
Bom desafio o da meia da Sport Zone.
Beijinhos.
Até logo.

LUIS VOADOR disse...

De LUIS JOSE
ola Ana,
Please allow me to introduce myself:
o meu nome e luis jose,e,a pouco tempo,cerca de 2/3 meses sou amigo da ANA Paula.Li,e,adorei imenso a sua cronica.Tambem eu estou no mesmos "lencois".Venho de uma lesao prolongada devido de simples estupidez,tentar fazer treinos de velocidade,em pista,sem estar minimamente preparado.
Aceito e propolho-lhe um novo "desafio".Ja que temos,os dois,os mesmos 36 dias para nos preparar,e, reparei que a sua melhor marca e de 1h/36 porque nao tentarmos cortar a meta dentro,mais ou menos,desse tempo?
Que tal eh?
Aguardo a sua respoata.
Vamos a isto.
Um abraco, ate breve

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Agradeço aos três a visita e os comentários.

Para o Luís Voador: o seu desafio seria muito tentador se as circunstâncias fossem outras. Aquela marca (1h36m) foi fruto de um conjunto de circunstâncias que hoje me estão completamente vedadas.

Outra idade (isso acho que é o menos importante), outro peso, e principalmente outra forma física, muito aquém da que tinha na altura. e claro, agora as condições para treinar são também bem distintas, e confesso que a motivação e força de vontade também já não é a mesma, pelo menos no que a treinos diz respeito.

E na forma em que estou de momento, precisaria de pelo menos uns 6 meses (a trabalhar bem - treinos, descanso, alimentação, etc) para eventualmente pensar em repetir essa marca.

Actualmente, nas condições que tenho e vivo, isso é meta completamente inalcançável, pelo menos para já.

Correr a Meia, chegar ao fim , será já uma meta atingida. Se conseguir menos que 2 horas, já ficarei muito contente mas até para essa meta fraca, estou bem ciente que tenho de trabalhar um bocado.

Espero vê-lo por lá, principalmente já totalmente recuperado da sua lesão, e a fazer um bom tempo

Até ao Porto
Ana Pereira