Pesquisar neste blogue

domingo, 2 de março de 2014

Faísca!!!!! e Factos.

Há muito tempo que não treino em estrada. As poucas vezes que treino tenho procurado parques, caminhos de terra e zonas mais adequadas para a prática da Corrida, onde não há trânsito, há outros praticantes e o piso e todo o ambiente é bastante melhor.

Mas hoje, saí de casa a correr. Treino de estrada obrigatoriamente. É fim-de-semana, está de chuva e é de dia. Não há-de haver problema.

Mas houve!

Primeiros 400 metros serenos, para logo ser abordada por um canídeo castanho de focinho preto, porte médio, que veio furiosamente a correr na minha direcção, a ladrar e a mostrar-me a sua dentadura por completo: vi-lhe com clareza as gengivas superiores e as inferiores numa fuça arreganhada.

Defendi-me como sei. Parei de correr, fiquei de frente para ele e firmemente gritei-lhe "vai embora! não! vai embora!". O bicho intimidou-se pouco. Recuava um pouco para depressa voltar a nova investida! O filme durou segundos até ouvir o dono, adolescente de etnia cigana a gritar e a correr aproximando-se por fim de nós: "Faísca, anda cá Faísca, Faíiiisca!!!"

Tentei por várias vezes seguir o meu caminho tendo sempre voltado a ser ameaçada pelo peludo enfurecido decidido a defender qualquer coisa que não é dele e ele coitado, não sabe.

Disse ao dono que o cão era agressivo, não o podia deixar andar à solta. Que ele só queria brincar, disse o rapaz, que eu não tivesse medo.

Fácil é falar. Mostrar assim as gengivas é sinal de tudo menos de querer brincar!
"Vai lá "brincar" com o dono! Vai embora!" - e novas investidas e sim, tive medo por milésimas de segundo e por um instante pensei que ia mesmo ser mordida!

Neste filme, a cena foi repetida por cerca de 600 metros, em que sempre que voltava a correr o animal do dono em vez de agarrar o irracional, permitia que o bicho repetisse a investida!

O jardim não é teu, caraças! É de todos! Vai defender o território lá para o pé das barracas onde moras ali à frente e de que tanto te queixas, e onde tens o teu BW à porta!

Raiva. Todo este último pensamento é de raiva sem dúvida nenhuma. O rapaz podia ser branco, preto, amarelo, azul, às bolinhas, transparente ou de outra cor qualquer, mas não era. Era cigano e vive nas condições descritas. Outros há aqui na zona (de todas as cores) que também têm cães e que andam igualmente à solta. Damo-nos "bem" porque os cães se comportam, até com a minha Golden. Imagine-se hoje se eu levasse a cadela! São riscos que estamos sempre a correr. Mas não podemos ter medo. Nem dos cães nem dos Homens, sejam lá eles de que cor forem.

Corri:

1 Km em mais de 8 minutos! - com o filme de terror e as pulsações ao máximo

+

6,400 km em 40 min. - serenos e saborosos abençoados por uma constante chuva miudinha

13 comentários:

ana pinto disse...

:-)

é que é mesmo isso: vai lá para a barraca com o BMW à porta!

não é pelo cão, sem dúvida...é pelo(s) dono(s) que se julga(m) com direito de prevaricar; revolta-me... quase tanto como o ridículo que é (nesta sociedade que faz apanágio da legalidade e do justificável, ver "topos de gama", onde aparentemente só deve "entrar" RSI.

Fernando Andrade. disse...

Oh Ana, sabe o que eu costumo fazer quando me aparecem cães enfurecidos a interceptarem a minha corridinha ?
Sem mostar medo, agacho-me num gesto de apanhar uma pedra no chão (mesmo que não haja ali pedras não faz mal, que eles sabem que as pedras arremessadas não são boas amigas deles). Tem resultado comigo. É uma questão de tentar.
E aqueles que recebem RSI e têm BMs à porta, provavelmente "dá muito trabalho ao Estado" detectar estas situações e eliminá-las. É muito mais fácil ir aos ordenados de quem trabalha honestamente.

Corre Piolha Corre disse...

Também já me aconteceu o mesmo... e se não fosse acompanhada nem sei como reagiria, isto porque as minhas reacções nestas situações são sempre inconstantes.
Mas por aqui o problema é mesmo os cães serem de nenhures... engravidarem, e por aqui andam paletes deles cheios de fome em que até matam gatos para sobreviver :\

Enfim...

Mas nesse caso é mesmo como descreves-te, vai lá para a tua barraca com um bruto carrão á porta. Aqueles que não ajudam em nada para o desenvolvimento do país e nós ainda os sustentamos... Aqueles que em nada contribuem para o país e nós os "ajudamos" a viver...

Continuação de bons treinos e esperemos que sem encontros desses...

Beijinhos

Jorge Branco disse...

Como eu entendo isso!
Já tive vários problemas semelhantes!
Aqui são os acampamentos no verão...
Já tive que alterar percursos de treino em função desses acampamentos, já tive de levar um pau para o treino...
E não falo numa etnia, para mim também podiam ser verdes, amarelos, as ricas as bolinhas!
Infelizmente por aqui temos muitos problemas com os tais acampamentos de pessoas que pertencem a uma determinada etnia para azar dessa mesma etnia porque nem todos são assim e com estes comportamentos só deixam mal vista toda uma comunidade. Para nossa sorte isso só acontece principalmente no verão.
A coberto da defesas da etnias, das minorias e da luta contra o racismo não se pode deixar que uma determinada etnia toma todas as atitudes que bem entende sem cumprir as regras básicas da vivência em sociedade.
Se eu fizer metade do que fazem os habitantes dos acampamentos que referi sou preso!
Um beijinho Ana.



Eugenia Do Vale disse...

Se um dia isso me acontecer acho que morro só do susto. Só de ler fiquei com a pulsação alterada, tenho tanto medo de cães.
Já não vou aos treinos lunares por isso, lá na terra também não corro pelo mesmo, tenho medo, não sei se há cães ou não mas, tenho medo...
beijinho

JoaoLima disse...

Por acaso nunca fui ameaçado por algum cão em treino.
Ou melhor, vou rectificar a frase: Ainda não fui... Pois um dia há-de acontecer como sucede com todos

Beijinhos e felizmente não passou de susto :)

Lopes - Fafe disse...

Hoje em dia para se treinar em segurança é difícil, pois eu moro em Fafe e costumo treinar na ciclovia (antiga linha do comboio) que liga Fafe a Guimarães e um dia ia com o ponteiro no vermelho, pois estava a acabar um treino de ritmo de 15 Km, e ouço chamar por um cão, quando vou para olhar, já o cão estava estava nos meus calcanhares, travou-me e eu caí. E há donos dos animais que até acham piada, enfim é o mundo que temos.
Um beijinho e bons treinos

Corro, logo Existo disse...

Infelizmente tive uma experiência dessas este verão:

http://eucorrologoexisto.blogspot.pt/2013/09/correr-em-locais-isolados-e.html

Numa situação destas, e tal como o Fernando Andrade já disse, pode-se fazer o gesto de apanhar e arremesssar uma pedra, e caso isso não resulte, atirar mesmo uma ou mais pedras.

Note-se que eu não tenho nada contra os cães, nem defendo que se faça mal a este só por fazer, mas quando um cão "se vira" a mim, aí a coisa muda de figura.

Espero que não voltes a passar pela mesma situação, pois não são situações agradáveis.

Continuação de bons treinos.

Fernando Varela

RUN BABY RUN disse...

Olá Ana, uma sugestão: passa a levar no bolso um biscoito. Sempre que te aparecer uma fera destas abranda o ritmo e oferece-lhe o biscoito/bolacha. Eu já ofereci metade de uma barrita energética que levava e a coisa resultou.
Para mim o truque é que o bicho sinta que sou sua amiga e NUNCA os enfrento. Arremessar pedras pode enfurecê-los ainda mais.

Bons treinos!

Anónimo disse...

Olá Ana!
De cães a atrapalharem os treinos já estou habituado. É preciso gerir a situação com frieza. Parar é o primeiro passo. Os seguintes são ditados pelas circunstâncias (não há receitas mágicas mas é fundamental não mostrar medo).
Ainda bem que tudo acabou bem.
Bons treinos.
Seu fã, Abílio Nunes

Filipe Torres disse...

Ui, como eu detesto canitos a morderem-me os calcanhares quando corro! E depois aquela conversa do "ele não faz mal, só quer brincadeira!" pois claro.... A minha abordagem é continuar a correr como se nada fosse, eles têm aquele instinto para proteger a área deles, calculo que se sair da dita área eles acalmam..

amarante running team disse...

Raiva pois é ...fico igualmente furioso quando isso me acontece , mas essa gentinha para eles não existem regras apenas "benesses"...bj e muita força

Henriqueta Solipa disse...

Tenho tido sorte...
Os cães que por mim passam já devem estar fartos de ver corredores para cima e para baixo!

Mas sei , sei que um dos inimigos do corredor é o cão... neste caso os donos que não os educam.

Beijinhos e fica bem