Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Treino Circuito 3 igrejas / 3 cemitérios e Memórias

Primeiro deixámos o carro ao pé do meu avô. Do meu avô...quer dizer... dele ali só resta uma caixinha de ossos e as memórias, as memórias de quando eu era menina e passeava pelos campos de mão dada com ele, apanhávamos amoras, comíamos pêras, e partilhávamos momentos em que muito aprendi a ser o que hoje sou.
Igreja de S.Julião do Tojal - foto de

Depois corremos até Santo Antão do Tojal, visualizei mentalmente a minha avozinha que ali descansa em paz da vida que lhe foi bastante dura, já há muitos anos.
Igreja de Santo Antão do Tojal - foto de

Lugares que me são familiares, memórias de uma longínqua infância.

Seguimos pelos campos, em direcção a Loures. Campos de cultivo, ribeiros e paz. Milho, tomate, cebolas e outros que não identifico ladeiam os caminhos.

Chegámos a Frielas. Aqui a paisagem é-me estranha. Não tenho ali ninguém e nada ali conheço.

Bebemos água e retomamos o caminho de volta.

Não sem caminhar...

Foi um treino diferente. Lento, com 1 km menos lento, uns metros a andar e de novo a correr e nova paragem para apanhar e comer amoras. Grandinhas e limpinhas pois por ali parece que ninguém passa e só avistámos aranhas, aves e insectos.

No total a distância percorrida foi de 10,5 Km. Sem tempos, sem médias, sem nada. Apenas a correr, com o nosso tempo e a nossa Corrida.

Foi bom!
Igreja de Frielas - foto de João Paulo Coutinho
Até amanhã querido diário

7 comentários:

Joana disse...

Olá :D

Ainda bem que os que vão ficam para sempre vivos na nossa memória não é? :) Eu tenho óptimas memórias do meu avô, e elas acabam por diminuir a dor que sinto pela partida dele ;)

Fica bem, e espero que durante as próximas semanas tenhas óptimos treinos :D

Beijinhos, e a maior das sortes :D

Jorge Branco disse...

Bom treino sem a mania dos andamentos e das médias! A "Pikena" está a aprender alguma coisa com uma certa Raposa Manca :)
E fica provado, para os que não sabiam, que um treino também pode servir para uma romagem de saudade e memorias! Mas eu já sabia isso pois uso o treino (o melhor o simples prazer de correr) para inúmeras coisas!

Hermione disse...

vês, aos poucos vais conseguindo. força :)

elis disse...

que corrida especial, Ana!
uma viagem pelos campos, do chão e da memória, a colher frutos pela estrada, a revisitar a infância...
amo momentos assim, a correr livre, de alma e olhos bem abertos para receber tudo o que o dia nos dá!

um grande abraço!
ah, gostei das fotos:)
por mim, poderia ter mais, viu:)
gosto tanto de ver os lugares por onde meus amigos corredores passam!
se bem que sua narração já me transportou para esse lugares onde você correu;)


Nita disse...

Parabéns pelas suas melhores marcas...

horticasa disse...

Que belo treino, vê lá se não te esqueces de arranjar um treino giro para sábado, viste a mensagem??
Obrigada pelas palavras que me disseste, sempre tão querida, beijinhos

Gremelinica disse...

Essas memórias deixam me sempre nostálgica..... A saudade e um dos sentimentos que mais dói.....