Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

34ª Meia Maratona de S.João das Lampas

Aconteceu no passado sábado dia 11 Setembro de 2010 e eu não estive lá...

Foi a 34ª Meia Maratona de S.João das Lampas:

Videos:
http://www.tvportugal.tv/

http://www.saloia.tv/

Fotos: na Galeria da AMMA - Atletismo Magazine Modalidades Amadoras


E eu? Eu não estive lá. Simples! Quer dizer, ter lá estado...estive, mas...

Não posso dizer rigorosamente nada, nem bem nem mal, nem sequer assim-assim, apenas posso dizer que cheguei a S.João das Lampas pelas 17:20 hrs e se estava convencidíssima que a prova tinha Partida às 17:30hrs, também não teria chegado com a devida antecedência, diga-se de passagem, mas ainda assim correria. Mas não, a prova teve Partida à hora marcada e anunciada: 17:00hrs, e eu, só posso dizer que fiquei com um grande melão. Só isso.

Tão grande o melão que o meti debaixo do braço com esforço, dei meia volta e saí dali. Riram-se! Quem ia comigo riu-se: que não era razão para ficar tão chateada, que provas há muitas, que para o ano há mais, etc e tal... Mas não! Se ando a levar as Corridas mais a brincar que nunca, esta não era apenas uma prova. Era A Prova! Aquela a que eu não queria faltar! Desde que a conheci que a faço, com uma devoção e prazer muito especial.

Mas não tive outro remédio. A 34ª Meia Maratona de S.João das Lampas, essa não a corri, nem Meia nem Mini (que seria o caso caso tivesse chegado a horas). É só o que posso dizer.

Aproveitando que estava equipada, fui treinar, bem longe dali por sinal. Nem meia hora chegou... e enquanto corria pensava, que é quando mais penso quando vou sozinha, ou mesmo acompanhada, faço-me sempre acompanhar pelos pensamentos, e esses sempre me acompanham qualquer que seja o meu ritmo, e reconsiderava eu qual era no presente o papel da Corrida na minha Vida, e se valia a pena andar para aí a correr, de prova em prova... Considerações inconclusivas...como sempre.

O treino de cardio e musculação no Ginásio continua duas vezes por semana, e as corridas cá fora, são esporádicas, lentas e curtas, e dolorosas, porque acompanhadas de um cansaço normal (ou anormal) de quem tem de encarar e assumir a realidade de que é presentemente um indivíduo que adoptou o sedentarismo como prática diária, mesmo sem dar conta, a passar um dia de cada vez, e chega-se a um (dia) e ... e essa acho que é ainda a parte mais difícil: assumir e enfrentar a realidade... sou uma sedentária. Tenho dito.

E num processo inverso aos heróis nacionais, que passam de 30 anos de sedentarismo com excesso de peso, a atletas, e criam um blogue para contar as suas façanhas, eu passei de atleta a indivíduo sedentário com excesso de peso. Só me falta é fumar!

Esta é a realidade. Ainda assim mantenho o blogue, não para servir de exemplo nem para me motivar, mas para contar as vitórias e as derrotas, numa corrida contínua, pois esta é a vida e eu gosto de escrever e vocês de me ler, que eu sei.

Até amanhã ou depois querido diário

10 comentários:

horticasa disse...

Não és nada sedentária!.. Até vais duas vezes por semana ao ginasio!...
Vá lá que raio de animo é esse???
não queres ir no sabado lá ao meu quintal? damos lá uma corrida e cavamos um bocado para semear as favas.
bjs eugnia

Mité disse...

E assim continuamos, não é Anuska?
Vai abaixo, vai acima,
Ora em cima, ora em baixo...
Moral em cima... Moral em baixa...
Bjos

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Minha amiga Horticasa: pois pois, não sou nada sedentária, há piores... o problema é que o ginásio ainda só tem 2 semanas, logo não sinto ainda grande efeito, mas lá chegarei. Obrigada pelo incentivo, e pelo convite para cavar, o que até gostaria, e falo a sério (experiência nova e amigos de longa data) mas neste fim de semana não vai ser... já há outros planos, mas não perdes pela demora... (deixa-me criar músculos no ginásio e depois até cavo mais e melhor eh eh eh


Minha amiga Mité: é isso mesmo, nem mais. Na verdade a Vida não é uma corrida contínua como referi, é antes uma Corrida de Montanha, com altos e baixos, oscilando esforço com compensação e merecido prazer e descanso, permindo-nos alcançar belezas e estádios singulares, assim como momentos de fraqueza, cansaço e desânimo. É assim mesmo a vida, a de todos sem execpção. Por mais que corram ou andem ou estejam parados, e apregoem mais a alegria ou mais a tristeza, a vida encarrega-se de correr, como um rio. Sempre. Com mais ou menos correntes, com rápidos a puxar para um lado ou outro, mas sempre a correr, e se assim não fosse já estávamos mas era mortos. Por isso, considero até um bom sinal estas subidas e descidas. Tudo faz parte.

Beijinho para as duas

Ana

Mité disse...

Muito bonito, mas tu melhor que ninguém sabes o que eu quero dizer...ou não???
São já muitos anos...
no entanto gostei das palavras e espero do fundo do coração que o sintas tão natural
(finalmente) como tu aqui escreves.
Sabes que o que eu quero acima de tudo é que sejas feliz!!

Jorge Branco disse...

O destino é “tramado”!
Se eu tivesse aceitado a boleia a Ana tinha chegado a horas (eu sabia a hora da partida!).
Bem eu lá fiz a míni e ai o destino também esteve do meu lado que tive uma semana emocionalmente “lixada” e isso reflectiu-se na forma e se fosse na meia era uma desgraça (mas já esta tudo de novo nos eixos)!
Das três mosqueteiras da blogosfera corredora não tive o prazer de conhecer a Ana (mais uns 5 minutos e estava eu a chegar da míni meia maratona), a Henriqueta esteve lá e não a vi não tendo, igualmente, o prazer da conhecer e não tive o prazer de rever a Susana que como futura mamã esteve na função de “repórter fotográfica” (mas falei com o pai)!
Bem Ana para o vamos lá estar os dois na meia maratona e vai chegar bem a minha frente.
Uma sugestão: neste tempos de crise das corridas que tal uma voltas de bicicleta na versão BTT.? Olhe que ia gostar e podia envolver a família toda nessa actividade.

Henriqueta Solipa disse...

Ana… quem disse que és sedentária? Tomara as sedentárias serem como tu.

Só para saberes ;)… ainda bem que tu existes e que o teu blog existe, é sempre um prazer ler-te e aprender contigo.

Apelando à tua sabedoria de atleta e de mulher para mulher preciso de um conselho… quanto preciso eu de emagrecer para me tornar melhor atleta? Peso cerca de 62kg e meço 1,71m… tendo em conta os meus 48 anos :-(

Devia ter começado mais cedo a correr !!!!

Beijinhos e ânimo

João Correia disse...

Acontece, Maria. E compreendo a tua zanga, porque eu também me sentiria assim. À que estar mais atento para que a frustração não surja por estas razões. A solução, atrevo-me, será preparar já outra participação.Compensa. De resto, toca a combater o sedentarismo. Se arranjasses companhia para treinar iria ajudar muito. Mas, fica a saber que aqui deste lado estou contigo. Vamos lá, força nisso.
Beijocas.

ana paula pinto disse...

Venho sempre ler as tuas "coisas", mas fico sempre (ou quase) com a impressão (para não dizer certeza) que existe em ti, algum prazer em te "menosprezares" para que outros te enalteçam.
(sem falar da situação particular da Meia deste ano...livra! isso é que foi! acho que imagino o que sentiste...acho...Bem, isto de "achar" ou nao achar é pretensão a mais. Seja em que situação for.

Só te falta fumar? Mas ó Ana, já fumaste! A prova disso está nas fotos que ficaram...ainda que fumasses "socialmente". Seja lá isso o que for. Eu nunca o fiz. Fui mesmo fumadora assumida (Infelizmente) e com um consumo de 20 ou mais cigarros por dia, durante cerca de 30 anos.

Desde que corro que me afirmo "pseudo-atleta". Até criei um blog! O que marca a possível e ténue diferença entre mim e os "retratos" traçados é nunca ter tido um quilito a mais; Só a menos:-)

Bem, na expectativa de te "ver" a agradecer mais o "dom" da vida, despeço-me com um beijinho
(:-)) achei graça; foi de propósito como se de despedidas "pirosas" e comentários em blogues precisasse para dizer o que penso, ou enviar um beijo para ti e a ...)

Até à próxima prova.
bj.

(legenda: os :-) são sorrisos...rasgados, como gosto)

Fernando Andrade. disse...

Ando eu cá a pensar
numa penalização
Para poder aplicar
A quem se atreva a chegar
Atrasada a S.João.

E mais : há uma agravante
Que não pode ser esquecida:
Deu meia volta ao volante,
Desapareceu de rompante
E nem quis ver a corrida.

Ora bem…deixa cá ver,
Se a pessoa é distraída
E acabou por se esquecer
Da hora a que era a partida,
Um ano inteiro terá,
Como pena merecida,
Aversão pelo sofá
E "vício" pela Corrida.

Grande beijinho Ana
FA

Vitor Veloso disse...

Olá Ana,
Não desanimes provas há muitas, mas a MMSJL é única mas para ano há mais, estaremos lá todos novamente!
Continuação de bons treinos, Maratona do Porto esta ai ao virar a esquina!!!
Bjs
Vítor