Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

1º de Dezembro

Dia 1 de Dezembro de 1640 - Dia 1 de Dezembro de 2008

Despertara formoso aquele. Frio e chuvoso este. Às 8 horas e trinta minutos do primeiro, os fidalgos chegavam aos portões do palácio, ao Paço da Ribeira. Às nove badaladas, irromperam impetuosamente. Mataram o secretário de estado D. Manuel de Vasconcelos e prenderam a Duquesa de Mântua, representante do rei de Espanha em Portugal, poder ao qual Portugal esteve submetido durante mais de 60 anos, unido politicamente a Espanha.

Domínio Filipino é a designação dada a esse período, com início em 1581 aquando da aclamação de D. Filipe II de Espanha como Rei de Portugal.

O descontentamento geral dos portugueses levou a esta revolução – Restauração de independência de Portugal. O povo, pelo agravamento dos impostos, a nobreza porque se viu privada de altos cargos a que aspirava e fora obrigada a participar na guerra sem qualquer recompensa e a burguesia porque viu diminuir os seus lucros comerciais com a concorrência de Holandeses, Ingleses e Franceses.

Estavam criadas as condições para a revolta. E a revolta deu-se. Corremos com os Espanhóis e foi aclamado Rei de Portugal D.João IV, Duque de Bragança.

Deu-se no dia 1 de Dezembro de 1640. Que não esqueçamos! De novo uma nação independente (?), sem o domínio espanhol.

Viva Portugal e a Restauração da nossa independência, o que quer que seja que isso signifique na prática e no quotidiano de cada Português.

Quase isto tudo vem no livro de História do 6º ano (com excepção dos habituais comentários polémicos sem por isso deixarem de ser pertinentes, facilmente perceptíveis nas duas últimas frases do texto, da autoria da criadora deste blogue.

Mas quem é que não sabe isto?

Restauração? Hum... Acho que dado o meu descontentamento a nível pessoal com algumas coisas que só de mim dependem (mais ou menos….) acho que vou eu fazer a minha Restauração! Irromper pelo castelo, matar com espada aguçada um ou dois fantasmas que me têm dominado ao longo dos meus 39 anos, e proclamar-me Rainha do meu Reino. Serei eu capaz?

Mas verdade verdadinha, aqui a menina quando correu fora do seu Portugal pela primeira vez, em Abril de 2001, levou escarrapachada ao peito com muito orgulho, a bandeira de Portugal. E ouvir o “speaker” da Maratona de Paris, aclamar ao microfone a sua chegada, com um sonante “Et voilá Portugal!!!! Un grand pays!!!”, sentiu o que não consegue transpor em palavras, e que isso a marcou de tal forma que o sente como se fosse hoje, lá isso é verdade! Vá-se lá saber porquê…

E viva Portugal!

Maratona de Paris, Abril de 2001 - "Et voilá! Portugal! Um grand pays!!" - Inesquecível...

6 comentários:

Carlos Lopes disse...

Ui Ana, gostei da foto

luis mota disse...

E viva Portugal!
Talvez um dia tenha a felicidade de participar na Maratona de Paris. Talvez um dia…
Luís Mota

joaquim adelino disse...

Olá Ana
É um reavivar de memória, no meu tempo a trama vinha contada no livro História de Portugal.
Hoje já há muita gente que desejava que isso não tivesse acontecido e não é difícil de adivinhar porquê!!!
Eu partilho do orgulho de ser português, tal como está o sentimento que você guarda à tantos anos.
Receba um abraço.

Anónimo disse...

Olá Ana,

Eh pá! Grande Ana! Gostei! Vá lá, volta a treinar, que é o que tu gostas mais, nada de preguiça. Muita gente anseia pelo teu regresso...e em forma.

Mudando de assunto, cá para nós, e aqui muito baixinho, desconfio que o nosso "amigo" Sócrates é descendente de espanhois e talvez precise de uma revoltazita...isto se não mudar a sua maneira de agir. Pode ser que o jogging que faz o faça iluminar-se, emendar-se e passar a ser um homem "do povo" quem sabe? Esperemos que sim.

Beijinhos
Fernando Sousa

Carlos Lopes disse...

Obrigado pelas palavras no Blog.. quando quiseres vem até ao Brasil, sabes que podes contar sempre comigo, apesar da distancia, serei sempre um anjo protector para ti.. Beijos

Nota; aff por causa do BEIJO, conheci uma mulher muito especial, não é?

Jorge disse...

Eita mulher que sabes escrever bem, como diz o nosso amigo Carlos Lopes que está aqui no Brasil, além de ser corredora, vc é uma grande jornalista.
Valeu corredora.
Bjs
JORGE CERQUEIRA
www.jmaratona.blogspot.com