Pesquisar neste blogue

sábado, 4 de outubro de 2008

20ª Meia Maratona Cidade de Ovar

O ditado
Entrou na sala austero, e como Futuro sentia-se no direito de ditar os seus desígnios, a seu único e belo prazer, ignorando por completo os dela.

Desprevenida ela, sem sequer um esboço plausível de ditado para além da ida a Ovar, ele aproveitou e desenhou-lhe um futuro próximo, imediato até, que ao invés do apenas delineado dela, tinha contornos fortes capazes de alterar qualquer futuro. Ditou-lhe ele que já não iria ela a Ovar, cortou-lhe as pernas, a cabeça, operou-lhe o espírito, matou-a sem a matar ainda.

Chorou ela, ao ler o ditado. Amigos todos temos, familiares também, mas os nossos problemas são apenas nossos. Muito raramente outro alguém interfere.

Pegou num papel ela, riscou as frases ditadas por ele futuro, e escrevinhou outras dela por cima, encavalitadas sobre as dele. Mas faltava ali a linha condutora, o fio que levaria a história do princípio ao fim, com sentido e viabilidade de passar ao real. Apagou, borrou, escreveu de novo, caíram-lhe lágrimas sobre o papel e sobre as frases. Passou-lhe a mão para limpar a lágrima mas foi só e apenas capaz de borrar ainda mais o papel.

Já via Ovar por um canudo. A despedida dos AFIS feita sem se ter dado conta dela na última prova.

Depois de dar voltas ao papel e ao lápis e à cabeça e não encontrar espaço em branco para ditar novas ordens ao futuro, fechou os olhos e chorou e dormiu na esperança de ao acordar que as palavras ditadas pelo futuro não passassem afinal de um pesadelo.

Acordou com o telefone. Novas palavras límpidas e claras do outro lado da linha. Nova luz sobre o futuro. Como ela precisava. Pegou nelas e no papel e ditou elas essas novas palavras deste futuro já tão próximo que quase se confunde com o presente.

Resignado, pelo menos até à hora em que escrevo, o futuro franziu o sobrolho, fez o ditado que da boca dela saia como ordens e deixou ficar assim a folha de papel, com o ditado dela.

Até amanhã em Ovar

1 comentário:

Bruna disse...

Amiga Ana, boa noite, lhe desejo boa sorte nesta meia de Ovar.
Bom amiga, o meu blog está completando 01 ano de existeência e gostaria de compartilhar este momento com vc que sempre me deu forças e incentivo no meu blog e este sucesso nas corridas e do meu blog eu devo a vc amiga que acessa lá e sempre quando pode deixa sua palavras de forças e incentivos e eu também aprendi muito com vc, muito obrigado.
Que Deus lhe abençoe e um bom domingo para vc.

Bjsss

Jorge Cerqueira
www.jmaratona.blogspot.com