Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 7 de março de 2007


Sport Zone Corrida da Mulher – Porto – 4 de Março de 2007

Sei muito pouco sobre o Cancro. Só sei que mata. Sei também que certos tipo de Cancro se diagnosticados a tempo as possibilidades de tratamento e cura aumentam substancialmente.

A Sport Zone Corrida da Mulher – Porto, realizada no 4 de Março de 2007 e organizada pela RunPorto, teve como principal objectivo a angariação de fundos para a Liga Portuguesa Contra o Cancro, assim como a chamada de atenção para a importância da prevenção e diagnóstico atempado.

Corrida de participação exclusiva às mulheres, por cada uma chegada à meta, deu a Sport Zone, a quantia de 2 euros àquela entidade. Fundos para ajuda na investigação e meios de tratamento.

Eu estive lá com a minha garota de 9 anos. Choveu. À nossa volta cantavam jovens e dançavam. Mães e bebés. Senhoras mais velhas. Magras, gordas, de todas as idades, estratos sociais e culturais. No entanto ali muito pouco as distinguia. A música dá alegria. Grupos de meninas como a minha há-de ser, cantam e dançam juntas, alheias ao drama das vidas de quem tem de lidar com o Cancro.

Arrepio-me. Um nó na garganta e penso na Marta, 17 anos, que não pôde vir pois o seu estado débil não o permitiu. Aguarda e deposita uma esperança difícil de suster na quinta operação que vai fazer dentro de dias. Luta contra o cancro instalado e em assustador desenvolvimento no seu jovem corpo. Penso ainda na Carla que jamais voltará a estar entre nós, pois aos 28 anos deixou os filhos pequenos e a família. Faleceu vítima de Leucemia. E ainda no Dr. Humberto, que de forma abrupta passou da figura bonita, alta e forte que tinha para um velho fraco e débil, absolutamente degradado, vítima de Cancro nos ossos. Em pouco mais de três meses a morte trouxe-lhe alívio.

Arrepio-me! Não sei o que é o Cancro. Queria acreditar num Deus para lhe pedir protecção, e para dar alento, esperança e salvamento a quem já se vê a braços com este drama. Mas não tenho em que acreditar. Acredito apenas que os desejos se podem tornar reais e por isso com muita força desejo que a Marta e todas as Martas consigam ganhar a corrida contra o Cancro. Só posso desejar com a pureza que ainda existe e que faço questão de preservar no meu peito. Desejo e acredito! Pouco mais posso fazer.

As inscrições foram gratuitas. 12.000 Mulheres alinharam e sob chuva contínua e por vezes forte fizeram os 5 km do percurso. Havia ainda abastecimento a meio da prova e está esta organização de parabéns. Numa 2ª edição conseguiu reunir 12.000 Mulheres que sentiram o apelo, e se tão pouco se pode fazer, ali no dia 4 de Março, fizeram alguma coisa. A solidariedade juntou-as e funcionou. O alerta para a prevenção foi dado, embora pudesse e devesse ser mais activo e persuasivo. Mas vamos ainda na 2ª edição de uma iniciativa já gigantesca e que promete crescer mais. Há ainda um caminho longo para percorrer. Acredito que as Mulheres responderão.

No final, as saídas foram as necessárias para o bom escoamento das participantes e houve transporte gratuito para o local da partida.

Uma iniciativa de louvar! De parabéns também está a Sport Zone por se associar a tão nobre causa.

Um evento absolutamente extraordinário. Arrepiante, comovente e lindo! As palavras fogem-me e já não consigo dizer mais nada… Para o ano lá estarei. Para correr ou andar. Aqui, o que importa mesmo é participar. E alertar! Alertar! Chamar a atenção para a prevenção e a importância do diagnóstico precoce.

Nota: texto (entre muitos outros) também presente no site da AMMA - Atletismo Magazine Modalidades Amadoras, onde muito me orgulho de colaborar: http://www.ammamagazine.com/Main/Main.htm

5 comentários:

tó(miranda) disse...

"Queria acreditar num Deus para lhe pedir..."Mas acredita na esperança, no alento, na pureza que existe em nós! Continue a dizer OXALÁ,DEUS QUEIRA...
A humanidade está numa situação muito precária:são os conflitos a nível global, a falta de princípios a nível pessoal,o consumismo,o desrespeito pelo planeta,as doenças (cancro,sida,obesidade...)
Quando penso o que será Deus,vejo a imagem de alguém crucificado por defender princípios,defender os seu semelhantes,os mais pobres e explorados,a prostituta e até o cobrador de impostos que se arrependeu...o que me leva a "crer" que a humanidade se salvará,isto é: os nossos"filhos" viverão livres da doença, das escravidões e serão felizes.
Acredito que um dia o "Cristo" poderá descer da cruz...Mas ainda temos muito que correr!

Álvaro disse...

Comovente, o teu relato, pelos sentimentos que revela...
Mas pensa bem, Ana, se "Deus" é aquilo que tudo determina e influencia, e se acreditas que tudo influencia tudo e está relacionado com tudo, então "Deus".... É...TUDO!
Procura então o Deus que tu também és!
...E, para desanuviar, deleita-te com esta maravilha, aqui:

http://www.omundodacorrida.com/phpBB2/showthread.php?t=3983

E quando puderes, dá uma saltada ao meu blog, se ainda não foste lá...
Beijinho
Álvaro

Álvaro disse...

Desculpa, Ana, enganei-me no link...

É este:

http://www.youtube.com/watch?v=FMLQZ5kAwWI&mode=related&search=

Zen disse...

Ana

Eu acredito que acreditar que a solidariedade é um princípio muito nobre é uma verdade absoluta.

A mesma luta e determinação em todas as tuas convicções.

Fica bem.

P.S - O novo blog já está nos "favoritos".

TOTO disse...

Olà Ana;
sim foi uma boa acçâo que féz.
e a sua currida du domingo passado toudo se passou bem.
boa continuaçâo
até jà.
antoine
((TOTO))