Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 2 de março de 2007

Corrida da Mulher - Porto - já no próximo domingo 4 Março


Encostar o corpo ao leito e esperar pela madrugada. Faltam poucas horas para de novo atravessar um outro leito. E depois fazer-me ao mar.

Em franca recuperação retomo a fastidiosa rotina. Rotina… Senti-me bem por voltar, e embarcar logo no Martim Moniz, o meu barco preferido. O Martim Moniz é um barco grande. Bem, não é assim muito grande mas é bem maior que os triviais mas de beleza inigualável no mundo cacilheiros.

Um cheiro a café invade-nos as narinas e os sentidos e a alma, num doce balançar do rio que afaga o casco azul e branco. É bom voltar. A rotina, essa odiada mas também apreciada rotina não por si mas pelo que representa, é necessária também.

Deito-te. E já me levanto. Esta é a parte pior. Dormir a correr. E depois, correr a dormir…

Ainda não retomei os treinos (desde Cascais).

Domingo ainda noite descerei o Tejo, despedir-me-ei de Lisboa por um dia, e sempre junto à costa, entrarei no Douro a agoniar. Estas entradas nos portos são sempre piores que o próprio mar onde habitam monstros e sereias e bichos encantados. Enjoo sempre, e acho que nunca me habituarei.

É que vou estar presente na Corrida da Mulher no Porto. 12.000 inscrições.
12.000 mulheres…

A par do ano passado, com a minha filha vou descer até ao Castelo do Queijo numa onda gigantesca rosa. Sorrisos, choros, alegrias e dramas lado a lado. Cada mulher uma história. E o cancro… Por cada uma de nós dois euros serão dados pela Sport Zone à
Liga Portuguesa Contra o Cancro.

A Morte, sempre presente ao nosso lado, em cada segundo. Toquei-lhe na anca e ela sorriu…

Mas hoje ainda estamos vivas. Que podemos nós fazer? Podemos correr ou simplesmente andar. E enquanto podemos... façamo-lo por favor.


4 comentários:

Paula disse...

Ana,

Não serei uma das 12.000 manchas cor-de-rosa, mas estarei em pensamento correndo contra o cancro da mama.
E veloz, mais que o pensamento desejava "correr" com todas as formas de cancro.
Nunca avisa quando chega e não aceita limite de idade nem de inscrições. Pronto a interromper qualquer corrida de vida, é um adversário traiçoeiro e desleal.
12.000 Mulheres não o conseguirão vencer, mas darão um valioso contributo nessa luta desigual.

Lado a lado, convosco, muitas vencedoras, serão testemunho de uma vitória sempre difícil. Mulheres de coragem, as que não desistem e as que ajudam as outras a não desistir.

Desejo-te boa caminhada

Corre por nós.
Beijo
Paula

André Vila Alves disse...

Por motivos óbvios não irei correr a prova. No entanto, conto estar presente para distribuir o material e ajudar à participação das minhas alunas e colegas. Apesar de algumas dificuldades conseguimos inscrever 41 participantes.
A si desejo-lhe uma grande prova, uma manhã bem passada com a sua filhota, e uma excelente estadia na nossa cidade do Porto (porque pelo que tenho lido no seu blog ela também já é um pouco sua).

Esperando encontra-la numa qualquer prova.

André.

TOTO disse...

Olà Ana;
boa corrida para Domingo.
boa acçâo que vai fazere.
boa continuaçâo.


((antoine))

Luís, o amigo chato da sua filha disse...

oi,está tudo bem?
Adeus e bom ano novo, SªAna.