Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

10ª Meia Maratona do Porto Sport Zone - "A Caminhada"



Porto, 18 de Setembro de 2016

Entre a multidão, mancha vermelha a tingir o Douro se de jorro de sangue de pescoço degolado se tratasse, à espera que seja dada a partida da Meia Maratona para de seguida os caminheiros partirem também, está uma rapariga de vermelho. Distinta, portanto, como se vê. A usar a camisola do patrocinador que vende imagem a troco de suor e muitos passos lentos.

Acompanha-a o pai e a filha e assim, nesta manhã bonita, ali se reúnem três gerações precisamente com o mesmo objectivo: mexer-se um bocado, hoje a caminhar, ver a Meia Maratona do Porto bem de perto, apanhar ar, usufruir deste cenário magnífico, e seguir naquela torrente vermelha como sangue a correr nas veias pulsando vida, tentando acompanhar as águas do Douro a correr para o mar. Sonho ilusório, pois eles não só não conseguem acompanhar as águas do rio, como não chegam ao mar. 

A música está alta e há um excitação no ar. Pessoas de todas as idades, desde bebés em carrinhos a velhotes como o pai dela, lado a lado, todos sorriem, felizes e expectantes nestes minutos que antecedem a partida. Ela, coloca os óculos escuros não vá alguma dor traí-la e denunciá-la e é então que sente! Um aperto na garganta!. Até parece que lhe custa a engolir. E a música vai alta, e a sensação adensa-se. Até leva a mão ao pescoço numa tentativa de ajudar a empurrar o que quer que seja que lhe está a custar a engolir. Até que percebe! É um sapo! Está a engolir um sapo! Grande, gordo e feio, adivinha. Ali, na partida da Caminhada! Porque não era ali que ela queria estar, mas é apenas ali que ela hoje pode estar! Ah pois e tal, é aproveitar o que se pode, isto também é tão giro, etc e tal, o convívio, o exercício, as vistas, etc e tal. Não! O que ela queria mesmo era estar ali à frente, à espera da Partida para CORRER! Mas não pode, temos pena! Engula lá o sapo que é gordo que se farta (como ela), e vá caminhar que já goza! E gozou...pouco, de sabor agridoce, mas ainda assim gozou aqueles 6 Km ao longo da margem direita do Rio Douro.




Para compreenderem o que leva uma rapariga que corre (corre?) a fazer 300 km para participar numa Caminhada ainda por cima curta e ainda por cima em asfalto, apesar da paisagem magnífica e convidativa, levo-vos lá atrás quando a Runporto a desafiou a coordenar a viagem Lisboa-Porto-Lisboa em autocarro (como ela já faz há vários anos para a Maratona do Porto - a propósito, ainda não te inscreveste?). Por EUR 15,00 por pessoa, a Runporto levou ao Porto quem aceitou este  desafio e este convite. Não foram muitos os que aderiram. Apenas 18 pessoas. Não se pense por isso que a iniciativa teve pouco sucesso. Ele teve sucesso sim. A partir do momento que 18 pessoas aproveitaram esta forma de viajar e de participar na Meia Maratona do Porto Sport Zone, e se sentiram bem (digam lá como se sentiram, se faz favor!), a iniciativa foi um sucesso sim! Pena que mais pessoas não a tivessem aproveitado. Ora, mesmo sem correr, a rapariga lá agarrou o desafio e deu por ela também a desfrutar de um excelente fim de semana na maravilhosa cidade do Porto.

E a Meia Maratona do Porto Sport Zone é uma prova lindíssima. Começa-se por aqui. A decorrer junto às margens do rio Douro, quer do lado do Porto quer do lado de Vila Nova de Gaia, as vistas não cansam! Muito participada (com 5285 atletas chegados à Meta da Meia Maratona) é uma Meia em que se tem sempre companhia. Ligeiras inclinações. Algum empedrado. Bons abastecimentos. Boa assistência médica. Animação. Uma meta dignificante para todos os chegados. Medalha bonita. Medalha também para os participantes da Caminhada. T-shirt técnica para a Meia e de algodão para a Caminhada. No Edifício da Alfândega, uma feira bastante composta com vários stands de interesse. Levantamento de dorsais e kits do atleta sem qualquer irregularidade ou problema. Ambiente excelente, quer na Feira quer na prova. O rio está em festa, o Douro está em festa, assim é quando ali se corre a Meia Maratona do Porto.

Parabéns Runporto por mais este sucesso e para o ano quem sabe, se esta rapariga não estará lá para correr, como é natural e imprescindível para ela. Como o sangue corre nas veias, como o rio corre para o Mar, como a alma corre liberta...quando ela corre.




















Classificações: no site da Organização, podem ser vistas aqui

Fotos,  pela Organização, podem ser vistas aqui

Mais meia dúzia de Fotos pelo pessoal da casa e também pelo José Grilo, podem ser vistas aqui (Obrigada Grilo!)


2 comentários:

Filipe Torres disse...

Porra. A fasceíte é a lesão do diabo... Espero que a tua recuperação esteja para breve e que voltes a onde pertences. Um abraço, ânimo.

Oscar Marques disse...

Ana Gostei muito. Pro se houver organização, avisa me sff. Oscar Marques