Pesquisar neste blogue

domingo, 7 de fevereiro de 2010

24º Grande Prémio de Carnaval do Alto do Moinho

Em fase de aquecimento:
A Partida:
Organizado pelo Centro Cultural e Recreativo do Alto do Moinho, com o apoio da Câmara Municipal do Seixal e Junta de Freguesia de Corroios, realizou-se hoje o XXIV Grande Prémio de Carnaval do Alto do Moinho, prova inserida no Troféu de Atletismo do Seixal.

Prova com inscrição gratuita, levantamento de dorsais de forma amadora mas sem por isso ter deixado de atingir o objectivo. Problemas de ocasião, que sempre os há, resolvidos rapidamente e com bons modos.

A entrega de dorsais:Abastecimento a meio do percurso com água e no final também com bebida isotónica. Camisolas para os primeiros 250 atletas chegados e vales de descontos em compras, oferecidos pela Casa Senna e pela Garmin, Golden Nutrition e Asics.

Por classificação, prémios em taças e troféus, quer na geral, por escalão, quer por equipas. Assistência médica garantida pelos Bombeiros Voluntários do Seixal, durante um percurso de duas voltas bem sinalizado mas com trânsito apenas condicionado de forma inequivocamente insuficiente e ineficiente. Uma nota completamente negativa para o trabalho da Polícia que a saber, são dos serviços mais bem pagos por uma Organização de uma prova.
Quilómetros bem marcados ao longo do percurso.

Controlo por fita/pulseira em certa parte do percurso, boa recepção na meta, onde depressa se disponibilizou as classificações, e mais uma vez se resolveu questões legitimamente levantadas por um ou outro atleta.

Entrega de prémios no local num pódio humilde mas digno.

Uma prova que se realiza "assim" pela 24ª vez, e onde estive pela primeira vez, só pode estar de parabéns e desejar que se mantenha. Por muitos e bons anos, mas...de preferência sem trânsito que é das piores nódoas que uma prova pode mostrar, pela gravidade em que se pode traduzir.

As drogas, O meu Grande Prémio de Carnaval e A Combinação

Durante a prova:

Encharcada em comprimidos, que é os que os psiquiatras melhor conseguem fazer, a tratar pacientes à laia de cobaias, objectos, animais em experiência constante até ao sucesso ou ao suicídio, resultado indiferente no currículo do médico, depois de um sábado completamente drogada e alucinada, acordo hoje cedo ao som do despertador. De imediato assalta-me aquela vontade que é antes falta de vontade, e penso desmarcar a minha combinação. Ensaio mentalmente as palavras "Não, eu não vou, não me sinto bem, desculpem por favor, não estou bem...não me sinto bem...

Enquanto ensaiava as palavras, a campainha da porta toca. Pronto! Nada a fazer. Que remédio senão ir! Não ia mandar o meu pai embora... Equipo-me, como, pulo para o carro e arranco. Como gosto de arrancar! E levo o meu pai. E ele adora. Veste o colete da AMMA, pega na câmara e é importante. Mais importante ainda do que se sente.

Destino: Margem Sul. Os amigos. Encontros e reencontros . É sempre assim. Vale sempre mas mesmo sempre a pena! Viver é sempre melhor que nos deixarmos morrer em vida. Acredito que não há pior morte. A que nos deixamos morrer em vida. Por isso corro. Para me manter viva. Levo o meu pai comigo. Feliz ele. Por isso... feliz eu.

Sinto-me querida, acarinhada, por instantes que sejam, mas dos quais me alimento sofregamente para os outros momentos, os sós, aqueles em que me quero só, para não magoar mais ninguém além de mim.

Corro feliz, como acontece em mais de 95% das vezes. Durou 51m04s desta vez. 9 Km. Queria mais.


Médias por km:
1º Km: 5m08s
2º Km: 5m43s
3º Km: 5m40s
4º Km: 5m32s
5º Km: 5m14s
6º km: 6m25s (a subir estoirada)
7º km: 5m56s
8º km: 6m27s (estoirada)
9º km: 4m51s (avisto uma mulher à frente e .... "Fernando! Vamos apanhar aquela!" - e apanhamos; vale o que vale mas soube bem, gosto SEMPRE de fazer o melhor que posso.

O Fernando acompanhou-se sempre durante a prova toda. Foi companheiro de 51 minutos.

Amigos à volta. O meu pai. Senti-me bem. Bem melhor que uma carteira de comprimidos engolidos à mão cheia a imitar um bem estar. Azul bebé ou cor-de-rosa. A Corrida dá-me bem estar, daquele, do verdadeiro e único. Por isso, a não ser que opte pela desistência permanente e irremediável da minha vida, jamais poderei deixar de correr. Jamais!
E agora, isto... é para continuar. Tomem nota e sigam-me, se forem capazes e tiverem paciência.

Classificações disponíveis em breve (espero)
Fotos da prova na Galeria de fotos da AMMA - Atletismo Magazine Modalidades Amadoras

7 comentários:

luis mota disse...

Olá Ana!
Uma agradável participação no Seixal.
Parabéns pelo desafio superado. Cumprimentos para si e para o seu pai.
Votos de uma boa semana,
Luís mota

Anónimo disse...

Olá Ana
gostámos muito de te ver hoje de manhã aqui na margem sul do tejo.
Beijinhos
António e meninas

Fernando Andrade. disse...

Olhai. Vede o sorriso da Maria
Quando à Corrida toda ela se entrega.
Esquecei, então, o post de outro dia
Em que ao fundo do poço ela se apega!
Q’remos vê-la sorrindo em cada dia,
Quais infernos, quais drunfos, qual adega?
Se a Corrida lhe traz a felicidade
Porque há-de procurar outra “verdade” ?

Anónimo disse...

Olá querida florzinha das corridas,

Parabéns Ana, a tua velocidade não está nada mal...então no último km...mas só quem não te conhece se podia admirar desta tua ponta final acelerada. Mas tem cuidado com o que ingeres, dás cabo da tua bonita e elegante garganta... e qualquer dia ganhas a prova e levam-te ao controlo anti-doping.
Ana, não és só tu que corre para te manteres viva...muito boa gente o faz, eu inclusivé.
Já não gosto tanto de ir a provas pois um bom treino também me satisfaz e se tiver boa companhia...hum, ai ai... estou-me a... passar, sabe muito melhor, e também se pode escolher "o terreno" e a duração da corrida, no entanto, quanto ao tempo e à velocidade já depende de muitos outros factores né?
E quanto ao amor...não o achaste já? Continua nas corridas ou fora delas? Pessoalmente, e posso estar enganado, julgo que o teu amor só o podes encontras nas corridas e não fora delas.

Não exageres no...tratamento claro. Acho que a minha cabeça não anda boa e vou tomar um cházinho quente...só logo ao deitar claro.

Beijinhos e tudo o resto que gostes...um bom bife né?

Bons treinos
O teu futuro colega da terapia
Fernando Souuuuuuusa

Dani disse...

Olá Ana, parabéns por mais esse desafio comprido.
Bjos e bons treinos,
Dani
http://correndoemagrecendo.blogspot.com/

Vitor Veloso disse...

Olá Ana,
Esteve muito bem nessa prova, num bom desempenho. Alto do Moinho, zona que eu conheço muito bem, pode ser que esteja presente para próxima, mas nesse domingo optei por Grândola que adorei.
Ate uma próxima.
Bjs a triplicar!!!
VRCarolina

Anónimo disse...

Nao desistas nunca, se ainda tens algo q te faz sentir bem :)
Nunca entendi mt bem esse gosto tao grande pela corrida, mas hj bastou-me um paragrafo do teu blog para q fizesse sentido.
Temos de agarrar o q nos agarra verdadeiramente 'a vida. Tb me tenho agarrado aquilo q deve ser a unica coisa q nasci p/ fazer e tenho estado bem.

Força!

Beijo*

(sobrinha)