Pesquisar neste blogue

terça-feira, 28 de agosto de 2018

Compromisso

Compromisso. A palavra surge-lhe de surpresa, a apanhá-la desprevenida. Quando sabemos que o seu uso é vulgar e corrente, mas contrariamente à frequência de utilização, já não se pode dizer que seja muitas vezes honrada e levada a sério.

Compromisso. Surge-lhe assim do nada. Concretamente numa publicação no facebook, acerca da Meia Maratona de S.João das Lampas. Clarificava e muito bem a Organização, mediante as dúvidas levantadas por alguns, que um atleta que se tenha inscrito na Meia Maratona, caso opte entretanto por terminar a sua prova na meta da prova dos 13 Km (1ª Meia Rampa, versão a estrear este ano e a decorrer em simultanêo com a Meia, percorrendo precisamente os primeiros 13 km desta), não será, como é óbvio e evidente, classificado na prova dos 13 Km. Simplesmente será um desistente da Meia, pois a sua inscrição é na Meia e não na Meia Rampa (prova 13 km).

E é aí que surge a palavra. Compromisso. Com todo o seu peso e imponência. Se o compromisso é com a Meia, é a Meia que vais querer terminar. Isto leva-nos à reflexão acerca de "Compromisso". Para o honrarmos, não é suficiente querer, ou dizer que se quer. É preciso termos-nos munido das condições necessárias para nos ser possível honrá-lo. E levá-lo a sério, como compromisso que é.

E quando os desafios a nível de Corridas são cada vez maiores e cada vez surgem mais provas e atletas a se superarem em distâncias e condições cada vez mais arrojadas, aqui a rapariga assume o modesto compromisso de correr os 13 Km da Meia Rampa. Sim, claro que gostaria de poder ter um compromisso com a Meia Maratona das Lampas. Claro que sim! Mas já sabemos que não será este ano. Não reúne condições necessárias para a correr e mais nada precisa ser dito. Nem justificações nem lamentações.

Com o maior prazer e gratidão do mundo, assume o compromisso de correr os 13 km da 1ª Meia Rampa.

Obrigada Organização pela criação desta prova que permite a quem não estiver preparado para os duros 21, ainda assim possa usufruir um pouco da magia da Meia das Lampas.

E hoje, sem GPS, ou relógio sequer, sabe que correu continuamente, a ritmo confortável 1h20m. E sentiu-se muito bem, constatando finalmente que já tem alguma resistência e que os treinos anteriores, tão difíceis e desmotivantes na sua maioria, estão a dar fruto afinal.

Tudo isto, hoje e nos últimos meses, simplesmente para...honrar o compromisso.

Inscrição feita! E tu? Já te inscreveste? Que compromisso assumes?



3 comentários:

Luis Parro disse...

Depois desta leitura com útil informação vou ver se ainda arranjo um bilhete para a mini rampas n°1

amaranterunningteam.blogspot.com disse...

Muito bem ,quando não se está preparado para outras distancia temos que ser realistas , fizeste bem correr a meia rampa.Mais um belo "poema"a descrever uma das mais emblemáticas provas de Portugal e que um dia se poder irei participar.Espero que os treinos ajudem e para o ano não participes em provas que acabam com 69!!!atletas!!! (estou a brincar) bjs e boas corridas.

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

E diz lá Luís Parro, que não foi muito bom? Para o ano quero-te lá de novo! E a Atleta? Adoraria vê-la de volta às Corridas.

Joaquim...ah ah ah...pois 69 é ...aquele ano especial, em que nasci! ah ah ah, E em que o Homem pisou a Lua pela 1ª vez!. Gosto do 69! Agora outra coisa: Como gostaria de te ver a ti e à Natércia nas Lampas! Lampas, que tenho no coração! Para o ano, pensam nisso, por favor?